- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Política Jornalista angolano investigado em suposto crime de injúria contra o Presidente da...

Jornalista angolano investigado em suposto crime de injúria contra o Presidente da República

Mariano Brás é investigado por ter escrito um texto em que considera João Lourenço a pior figura de 2020

A Direcção de Combate ao Crime Organizado, do Serviço de Investigação Criminal de Angola (SIC), está a investigar o jornalista Mariano Brás por ter escrito no seu jornal “O Crime” um texto no qual elege o Presidente da República, João Lourenço, a pior figura de 2020.

Em 2016, o também proprietário daquele semanário angolano tinha sido constituído arguido por ter divulgado um artigo publicado no site Maka Angola, do activista e jornalista Rafael Marques, que era acusado de injúria ao então Procurador Geral da República (PGR), por denunciar os negócios do general João Maria de Sousa.

Desde então, o jornalista diz que todos os anos é notificado e que se sente ameaçado com os inúmeros processos contra ele.

Agora, com este artigo, ele responde por injúria ao Presidente da República.

“Disseram-me que é um caso semipúblico e qualquer instituição pode investigar, mas o que me consta é que é mesmo por ordem do Presidente da Republica”, afirma Brás, que diz temer pela sua vida.

“Sinto que há aqui uma perseguição, olhe que desta vez foi com o tom bastante agressivo ao ponto mesmo de me perguntarem pela casa onde estou a viver, etc.”, revela.

Refira-se que tanto Rafael Marques como Mariano Brás foram absolvidos no processo movido pelo então PGR.

A VOA tentou sem sucesso ouvir a versão do SIC.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.