- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
InicioAngolaSociedadeApontados desafios para reduzir os efeitos da seca

Apontados desafios para reduzir os efeitos da seca

A Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA), em parceria com os Ministérios da Cultura, Turismo e Ambiente e da Agricultura e Pescas, mencionou, ontem, em Luanda, os desafios para diminuir os efeitos da seca no país, durante uma mesa-redonda sobre o “impacto das alterações climáticas em Angola”.

O director da ADRA na Huíla e no Cunene, Simione Chicole, explicou que o encontro teve como finalidade contribuir para o debate sobre a seca, com vista a reforçar as estratégias e acções concretas a serem dinamizadas para reduzir as consequências da estiagem na vida das comunidades rurais.

O director nacional do Ambiente e Acção Climática, Giza Martins, disse por, que, do ponto de vista do Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, a estiagem que se verifica no Sudoeste do país “está a tornar-se num ciclo mais curto de secas e cheias, como resultado das alterações climáticas”.

Para reduzir o impacto da seca, acrescentou, foi implementado um conjunto de acções de adaptação, principalmente para o sector da agricultura. “As comunidades rurais, foram sensibilizadas a usar tecnologias que permitam a viabilidade das pessoas que lá vivem, devido às alterações climáticas”, disse.

Avelino Hussendi, do Ministério da Agricultura e Pescas, manifestou preocupação com a fraca produção de sementes. Devido à seca, sugeriu que se privilegie a plantação de raízes e tubérculos, como mandioca e batata-doce.

- Publicidade -
FonteJA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.