- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
InicioMundoUnesco apoia plataforma digital sobre segurança de jornalistas em África

Unesco apoia plataforma digital sobre segurança de jornalistas em África

Iniciativa visa melhorar proteção de profissionais de comunicação contra ameaças e violência; organizar redes regionais de mídia e organizações da sociedade civil são algumas das ações prioritárias.

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, está apoiando uma nova plataforma digital sobre segurança de jornalistas em África.

Dos países africanos de língua oficial portuguesa, fazem parte da iniciativa Moçambique, Angola, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe.

Objectivos

A plataforma foi lançada em finais de janeiro e tem como áreas de foco a monitoria e verificação de violações da liberdade de mídia.

A iniciativa também pretende aumentar a conscientização sobre a Declaração de Princípios e Liberdade de Expressão em África, aprovada pela União Africana em 2018.

Unesco/Christelle ALIX
Chefe da Unesco, Audrey Azoulay, destacou importância da iniciativa

Em nota, a diretora-geral da Agência, Audrey Azoulay, disse que esta é uma ferramenta valiosa para os jornalistas, destacando a importância dada pela União Africana e seus Estados-membros à segurança destes profissionais.

Já o presidente da República da África do Sul e Presidente da União Africana, Cyril Ramaphosa, prometeu apoiar a iniciativa para que todos os africanos possam receber livremente informações e expressar suas opiniões.

Agenda 2063

O presidente do Fórum de Editores Africanos, Jovial Rantao, disse que a plataforma é mais um passo para concretizar um sonho. Para ele, o projeto pode ajudar a ter “uma mídia totalmente livre para fazer o seu trabalho e contar a história africana, sua beleza e outras coisas”.

Já o presidente da República do Burkina Fasso, Roch Marc Christian Kabore, afirmou que o caminho do continente para alcançar os objetivos da Agenda 2063 deve incluir a existência de uma comunicação social livre e independente.

A plataforma tem apoio do Mecanismo de Avaliação por Pares da União Africana, do Tribunal Africano dos Direitos Humanos e dos Povos, do Fórum de Editores Africanos, da Federação de Jornalistas Africanos e da Federação Internacional de Jornalistas.

De Maputo para ONU News, Ouri Pota 

ONU/Violaine Martin
Nova plataforma digital sobre segurança de jornalistas em África foi lançada em finais de janeiro

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.