- Publicidade-
InicioNecrologiaAndré Tavares Quitongo foi hoje a enterrar. Eterna saudade!

André Tavares Quitongo foi hoje a enterrar. Eterna saudade!

Foi na Escola primária José Anchieta, numa das laterais da antiga Assembleia Nacional, que o André Tavares Quitongo se distinguiu entre os colegas de carteira, pela sua excelente caligrafia.

A professora Alzira, gabava-se de o ter como aluno e via nele um precioso auxiliar quando o chamasse para o quadro, para qualquer tarefa escolar. O Quitongo, que conhecemos era daqueles moços, bom em quase tudo. No Futebol, no Atletismo, nos Trabalhos Manuais era como o ouro. Brilhava entre os demais com a sua perícia, o jeito natural de quem sabia fazer bem as coisas.

Não foi por acaso, quando no então Liceu Paulo Dias de Novais, à Cidade Alta, o professor e campeão português de Atletismo, Pedro de Almeida, o escolhera como uma das peças fundamentais da modalidade  angolana, destacando-se como colunável, nos 400×400 metros.

André Tavares Quitongo foi uma figura de proa do Atletismo angolano, fazendo parte de uma elite preparada pelo antigo campeão português de Atletismo, que descobrira no velho liceu uma série de talentos, catapultando-os para a arena desportiva nacional. Entre eles citamos o categorizado professor Doutor Bernardo Manuel, campeão dos Jogos da África Central em 1981, em Luanda, na especialidade dos 1500 metros e hoje um dos assessores técnicos do Clube 1º de Agosto.

André Quitongo tinha uma paixão louca pelo Desporto, e foi no INE Maristas que projectou a sua carreira profissional como docente na especialidade, formado na então Alemanha Democrática.

Dedicado ao trabalho, o professor André Tavares Quitongo conquistou por mérito próprio, um lugar de destaque no capítulo da formação de novos talentos na área desportiva e o seu desaparecimento físico, por motivo de doença deixa um vazio na classe e um manto de dor, naqueles que o tinham como um mestre, em tudo o que sabia fazer e dizer.

Ao colega e amigo aqui deixamos os sentimentos de pesar pelo seu prematuro desaparecimento físico, aos 66 anos. Paz à sua alma!

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.