- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África Níger: Bazoum e Ousmane na corrida à Presidência

Níger: Bazoum e Ousmane na corrida à Presidência

Último dia de campanha eleitoral no Níger. No próximo domingo, 7.5 milhões de eleitores são chamados às urnas para escolherem o novo presidente. Na corrida está Mohamed Bazoum, candidato do partido no poder PNDS, e Mahamane Ousmane, candidato RDR-Tchanji, oposição.

São dois pesos pesados da política nigerina que este domingo disputam a cadeira da presidência. De um lado, Mohamed Bazoum, candidato do partido no poder e fiel tenente do Presidente cessante Mahamadou Issoufou. Do outro lado, Mahamane Ousmane, o primeiro presidente democraticamente eleito no Níger, em 1993, que tenta desde a sua queda chegar à chefia do Estado.

Desde a independência que o país foi palco de seis actos eleitorais e quatro golpes de Estado.

Ambos candidatos são barões da política nacional, dominada, de resto, por uma elite de homens, que desde há 30 anos fazem e desfazem alianças sempre com o objectivo de se eternizarem no poder.

As presidenciais de domingo não fogem à regra das alianças. Bazou, de 60 anos, ficou em primeira posição na primeira volta com 39.9% da votação. Negociou o apoio contra futuras posições governativas com os terceiro e quarto classificados (Seïni Oumarou e Albadé Abouba).

Mahamane Ousmane, de 71 anos, arrecadou quase 17% dos votos a 27 de Dezembro, e conta agora com o apoio da coligação de adversários “Cap 20-21”, do ex-líder da junta Salou Djibo e, essencialmente, com o apoio do feroz opositor do regime Hama Amadou. Este último, impedido de se apresentar às eleições porque em 2017 foi condenado a um ano de prisão num caso de tráfico de bebés, sentença que qualificou de “política”.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.