- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Assassino de Érica Basílio foi condenado a 17 anos

Assassino de Érica Basílio foi condenado a 17 anos

O Tribunal Provincial de Luanda condenou, ontem, a 17 anos de prisão, Vivaldo Luís Domingos, mais conhecido por Vivi, pelo assassinato da estudante Érica Basílio, a 31 de Dezembro de 2019, durante uma festa de réveillon, na Ilha do Mussulo.

Para o Tribunal, ficou provado que Vivaldo Luís Domingos e um amigo, ainda foragido, assassinaram a jovem de 20 anos, que estudava em Londres e encontrava-se em Luanda de férias de passagem de ano. Vivaldo Luís Domingos vai ainda pagar uma indemnização de dois milhões de Kwanzas. A defesa do réu já interpôs recurso.

Durante a fase de declarações, testemunhas afirmaram que Vivaldo Luís Domingos, 21 anos, teria abordado e atacado a vítima, por volta das 4h00, com um comparsa que se encontra em fuga. Uma declarante disse que teria sido atacada por um jovem vestido de calção laranja e um turbante da mesma cor, enquanto Érica Basílio era abordada, por trás, por Vivaldo, que trajava calção branco.

O representante do Ministério Público, que citou provas do Serviço de Investigação Criminal e outras que se juntaram aos autos, na instrução preparatória, afirmou que a amiga de Érica “conseguiu escapar”, deixou-a imobilizada e a resistir à tentativa de violação.

Os meliantes, disse, ao não verem concretizado o desejo e ante a resistência da vítima, ficaram-lhe com o telefone e, com uma faca, o acusado desferiu o golpe no tórax. Érica Basílio residia no Reino Unido, onde frequentava o 2º ano do curso de Engenharia Biomédica.

- Publicidade -
FonteJA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.