- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Cultura Destaques Cultura Três grupos carnavalescos animam manifestação do povo em Cabinda

Três grupos carnavalescos animam manifestação do povo em Cabinda

Os grupos carnavalescos Teka Biyoyo, Mayeye Kotuka Tu Mokina e Tunga Nzola animaram, ontem, em Cabinda, de forma eufórica, a 43ª edição do Carnaval, que se realizou sem o desfile habitual, devido a restrições da Covid-19.

O grupo Teka Biyoyo, com o estilo mayeye, foi o primeiro a entrar em cena. Durante a sua animação retratou o dia-a-dia da mulher peixeira e da actividade piscatória, que se desenvolve no bairro do Lombo-Lombo. O grupo Mayeye Kotuka Tu Mokina, o segundo a desfilar, com o estilo mayeye, apresentou um enredo baseado na prevenção que as pessoas devem ter no combate à pandemia da Covid-19, que está a matar muitas pessoas no mundo.

O último grupo a desfilar, o Tunga Nzola, com o estilo kintueni, retratou o sacrifício de uma mãe que batalha com a sua actividade agrícola para suportar os custos dos filhos na escola.

Durante o acto provincial, que decorreu no Centro Cultural Chiloango, a organização homenageou a título póstumo com certificado e com o valor monetário de 50 mil kwanzas, Neto Siku, Ernesto do Amaral Humba e do José Gabriel Menga, pelo contributo demonstrado ao longo dos 43 anos, no engrandecimento do Carnaval em Cabinda.

Foram, igualmente, distinguidos os grupos carnavalescos com mais participações em edições anteriores de Carnaval. Na classe infantil, foram homenageados com certificados de mérito e o valor monetário de 50 mil kwanzas, os grupos Boavista, com 33 participações, e os Típicos, com 32. Com mais títulos foram distinguidos os grupos Boavista, com 21 títulos e Mayeye Ba Nkaka Ba Bika, com 15.

Na classe adulta, com mais participações foram homenageados, com certificados de mérito e um montante de 100 mil kwanzas, os grupos 8 de Janeiro, com 35, Tchissi Nsi, com 28, Máquinas de Merengue, com 21, e Tunga Nzola, com 16. Com mais títulos foram distinguidos os grupos 8 de Janeiro, com 23, e Mayeye Kotuka Tu Mokina, com 9.No final do acto provincial do Carnaval, o vice-governador de Cabinda para o Sector Político e Social, Miguel dos Santos Oliveira, referiu que o governo local está a elaborar um projecto que visa apoiar os grupos carnavalescos para que possam estar representados condignamente nas próximas edições a fim de participarem no desenvolvimento da cultura da região.

- Publicidade -
FonteJA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.