- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Covid-19 Nyusi determina recolher obrigatório em Maputo para combater a Covid-19

Nyusi determina recolher obrigatório em Maputo para combater a Covid-19

O presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, anunciou hoje um recolher obrigatório, a partir desta sexta-feira, 5, para a região do Grande Maputo, como forma de conter a propagação do novo coronavírus.

Grande Maputo, que compreende as cidades do Maputo e Matola, e o município de Boane, é o epicentro da pandemia em Moçambique.

O recolher obrigatório vigorará das 21:00 horas às 4:00 da manhã, por um período de 30 dias.

Nyusi anunciou igualmente a suspensão da retoma das aulas presenciais, dos cultos religiosos e do Campeonato Nacional de Futebol.

As novas medidas surgem na sequência do aumento de casos de Covid-19 no país, mais de 20 mil só no mês de Janeiro.

Médicos
Desde Março de 2020, Moçambique registou 42.488 casos positivos, dos quais 427 perderam a vida.

Na sua comunicação, Nyusi apelou à consciência de todos, sobretudo dos jovens que devem parar e adiar a ‘curtição’, ou seja festas e encontros sociais.

Ele disse que não há ninguém que não tem um familiar, amigo, vizinho ou cliente assíduo que não esteja infectado ou afectado pela Covid-19.

Nyusi lamentou o facto de a Covid-19 estar a matar profissionais de saúde.

“Não há quem não faz falta, mas eu, por exemplo, não tenho o conhecimento que um médico tem (…) que assiste muita gente; eu não posso conseguir substituir um médico”.

Ele recordou que as medidas são de cumprimento obrigatorio, porque se isso não acontecer, “o cenario dramático poderá agravar-se, tornando-se numa catastrófe de grandes dimensões”.

“Não toleraremos situações de afronta que periguem a um único moçambicano,” advertiu Nyusi.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.