- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Regiões Autoridades abordam preservação do ambiente

Autoridades abordam preservação do ambiente

O Governo da Província do Zaire vai intensificar as medidas de combate à exploração desordenada de madeira, queimadas anárquicas e destruição de mangais, assegurou o director do Gabinete Provincial do Ambiente, Gestão de Resíduos e Serviços Comunitários.

Ketuzaioko Pinda proferiu estas palavras durante uma palestra sob o tema “Importância do Ambiente para o Bem-Estar da Humanidade”, realizada na cidade de Mbanza Kongo, por ocasião do Dia Nacional do Ambiente, assinalado domingo passado.

“Devemos consciencializar os cidadãos do país sobre a necessidade da preservação do meio ambiente. Para o efeito, deve-se melhorar o saneamento básico nas comunidades, evitar queimadas de lixo e também de capim com o objectivo de caçar animais selvagens”, apelou.

Falando para uma vasta plateia, integrada por várias entidades, entre as quais autoridades tradicionais e religiosas, o responsável abordou a necessidade da preservação do ambiente, por constituir parte essencial do ecossistema.

“Notamos uma caça desenfreada de animais, sem se obedecer a regras ou os períodos de procriação. Estão a extinguir várias espécies animais e a abater clandestinamente árvores”, lamentou. Quanto à realização de funerais, o responsável exortou os cidadãos da região para evitarem enterrar os ente-queridos em zonas não autorizadas pela Administração Municipal, como se assiste em algumas zonas da província.

“Devemos sepultar os nossos familiares apenas em locais autorizados pela administração local. Os cemitérios concorrem para harmonia do ambiente, por isso, devem ser preservados, com limpeza constante e segurança para evitar a profanação dos túmulos e queimadas”, frisou.

Em relação às queimadas, feitas por caçadores furtivos, disse que a acção tem afectado cabos eléctricos de alta tensão e, consequentemente, o fornecimento de energia a várias regiões. “Os malfeitores têm causado muitos prejuízos à população com as suas acções de queimadas nas matas para a caça furtiva”, sublinhou.

- Publicidade -
FonteJA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.