- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Banca aprova 21 projectos e aumenta desembolsos

Banca aprova 21 projectos e aumenta desembolsos

Um total de 21 projectos deu entrada, esta semana, na banca comercial no âmbito dos instrumentos de créditos mobilizados pelo Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações, mobilizando cerca de 580 milhões de kwanzas.

Os números apresentados, ontem, no habitual briefing bissemanal, mostraram que, ao longo de Janeiro, se registaram 140 projectos em negociação, 34 aprovados e 20 mil milhões de kwanzas desembolsados. 21 projectos financiados resultaram de aprovações feitas pelos bancos de Desenvolvimento de Angola (BDA) com 17, Internacional de Crédito (BIC) com 2 e Angolano de Investimentos (BAI) também com outros 2.

De acordo com o secretário de Estado para a Economia, Mário Caetano João, na semana finda, foram registados 1.418 novos produtores, que somam no PPN 8.397, sendo que a meta para o ano em curso é de 10 mil produtores nacionais registados.

As províncias que mais registaram produtores no PPN são a Huíla com 1.519, Bié com 1.362 e Cunene com 726.

Reconversão da Economia

Mário Caetano João lembrou a meta para a formalização de duas mil micro-empresas até 2022, sendo que, em 2020, foram formalizadas 250 empresas e agora em Janeiro já foram registadas 191 empresas, o que totaliza 491 negócios formalizados. Restam um total de mais de 1.500 empresas por formalizar até 2022.

Sobre os montantes aprovados para o micro-crédito, em 2020, o secretário de Estado para a Economia indicou a cifra de 1,2 mil milhões de kwanzas e que, até à presente data, já se obteve 186 milhões de kwanzas. A meta, como mostrou, é atingir quatro mil milhões de kwanzas, isto de acordo com o produto financeiro estipulado no Decreto Presidencial 98/20 relacionado ao micro-crédito.

Sobre as instituições de apoio à materialização da estratégia de dinamização do micro-crédito, são no total oito sociedades de micro-crédito e uma cooperativa.

Secretário de Estado para a Economia, Mário Caetano João, sinalizou o alcance das previsões.
(© Fotografia por: José Cola | Edições Novembro)

Operações

Na semana transacta, de acordo com os dados do briefing bissemanal, o sector registou 94 pedidos de microcrédito e das solicitações que têm em carteira, foram aprovadas 48 operações, que totalizam 190 operações desde o início do ano.

Já o montante solicitado com avaliações e aprovações, estimadas em 94 solicitações de micro-crédito registadas na semana transacta traduz-se em 243 milhões de kwanzas, enquanto os 48 projectos aprovados representam 39 milhões de kwanzas. Ao todo, estão controlados, nesse domínio, 186 projectos.

Em termos de distribuição por província, a que mais tem estado a beneficiar do micro-crédito é o Huambo, seguida por Huíla e Benguela, isto se for posto de lado a província de Luanda, que detém 96 operações de micro-crédito.

Os indicadores do MEP posicionaram o Huambo com 22, Benguela com 11 e Huíla com nove iniciativas.

O sector do agro-negócio é o que mais beneficia do micro-crédito. Na última se-mana, viu 21 novas operações a serem aprovadas, totalizando desde o início do ano 802 operações.

A área do processamento de produtos alimentares com 196 operações, aprovou mais seis na semana transacta. A área de reciclagem de resíduos urbanos sólidos surge com 144 aprovações, duas delas na semana finda.

Na quinta-feira, o MEP faz nova abordagem, mais ligada ao planeamento.

- Publicidade -
FonteJA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.