- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Vida Saúde Mulheres que incluem o vinho tinto na dieta tem menos tendência a...

Mulheres que incluem o vinho tinto na dieta tem menos tendência a engordar

Nós mulheres, amantes de um bom vinho e de um estilo de vida saudável estamos sempre com essas perguntas: Vinho engorda? Emagrece? Posso incluí-lo no meu dia-a-dia? Ou não?

A ciência está a todo o momento trazendo novas conclusões e felizmente parecem realmente favoráveis a quem aprecia uma boa taça de vinho. Mas é claro, a orientação é para um consumo moderado, sem excessos.

Um novo estudo mostrou que as mulheres que bebem de um a dois drinques por dia são 30% menos propensas a ganhar peso. Pela pesquisa, Lu Wang, epidemiologista do Hospital das Mulheres em Boston, perguntou a 19.200 mulheres a partir de 39 anos com peso normal os hábitos de bebida delas e o ganho de peso nos últimos 13 anos. Em média, apesar de todas terem engordado à medida que envelheciam, as mulheres que ganharam mais peso foram as que nada bebiam. E o total de quilos adquiridos diminuía de acordo com o consumo alcoólico de cada uma delas.

As razões podem ser muitas, uma delas é como as mulheres metabolizam o álcool quando comparadas aos homens.

– Aquelas que consomem uma quantidade moderada de álcool costumam ter uma ingestão calórica menor de outras fontes não alcoólicas, particularmente de carboidratos – disse Wang. – Por outro lado, a ingestão de álcool tende a acelerar o metabolismo das mulheres, significando um maior gasto calórico – explicou.

Na pesquisa, cerca de 38% (7,3 mil) afirmaram que não bebiam álcool, enquanto quase 6% afirmaram que bebiam moderadamente, ou seja, duas taças de 150 ml de vinho por dia, e cerca de 3% bebiam mais do que isso, cerca de 30 gramas de álcool por dia.

Os pesquisadores afirmam que os resultados estavam associados a quatro tipos de bebidas – vinho tinto, vinho branco, cerveja e licor. O estudo afirma ainda que a melhor relação entre peso e consumo de álcool se deu com as mulheres que ingeriam vinho tinto.

Segundo a nutricionista e porta-voz da Associação Dietética Britânica, Catherine Collins, é preciso ter cautela em concluir que beber pode ajudar a perder peso.

– Seria um erro pensar que consumir álcool vai ajudar a emagrecer. Sabemos que as calorias do álcool contam. Para aquelas que bebem demasiadamente, por exemplo, as bebidas tem um grande impacto no peso – concluiu.

Outro raciocínio possível – Conforme a minha nutricionista Lívia Mendes diz – Seria o de trocar as bebidas alcoólicas mais calóricas pelo vinho tinto.

“Substituir as bebidas alcoólicas mais calóricas – Como coquetéis, drinks feito com açúcar e até mesmo a cerveja por uma tacinha de vinho, evitará que você ingira uma bebida com mais calorias e assim ganhe mais peso, pois uma taça de vinho tinto seco de 150 ml possui de 80 a 120 calorias, algo que não prejudica quem está de dieta. Sempre apresento alimentos substitutos que possam suprir os desejos de forma natural, saudável e nutritiva. No caso da Daiany que trabalha com vinhos e precisa incluí-lo no seu cotidiano, mesmo tomando a quantidade diária indicada ela conseguiu emagrecer cerca de 10 kg e reduziu o percentual de gordura corporal. O importante é conhecer nosso organismo e com a ajuda de um profissional adaptar o seu estilo de vida há uma dieta balanceada, sem deixar o prazer do bom paladar de lado claro!” Lívia Mendes nutricionista – CRN-4489.

Embora não possamos afirmar categoricamente que o vinho emagrece, tornando a questão um pouco mais complexa. O vinho possui propriedades e benefícios comprovados para o organismo, como o controle do colesterol ruim no corpo e a manutenção da saúde cardiovascular, com prevenção de formação de placas nas artérias, devido aos antioxidantes flavonoides e resveratrol, ele também é considerado a bebida alcoólica mais saudável do mundo. Como dissemos, esses benefícios são garantidos tendo em vista a quantidade: para os homens no máximo duas taças por dia e para as mulheres uma taça, lembrando que sempre a de vinho tinto e seco.

“Em geral, nove décimos da nossa felicidade baseiam-se exclusivamente na saúde. Com ela, tudo se transforma em fonte de prazer”, Arthur Schopenhauer.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.