- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Desporto Futebol Giraboloa'2020/21: Libolo “rouba” pontos em casa do Desportivo da Huíla

Giraboloa’2020/21: Libolo “rouba” pontos em casa do Desportivo da Huíla

O Recreativo do Libolo alcançou, ontem, a segunda vitória consecutiva no campeonato, ao derrotar, por 1-2, o Desportivo da Huíla, no Lubango, em jogo da sétima jornada do Girabola’2020/2021.

Com dois golos rubricados na segunda parte, os forasteiros “roubaram” os três pontos aos anfitriões e afundaram-nos ainda mais para os últimos lugares da classificação. No regresso à casa, os militares da 5ª Região Sul tiveram uma estreia amarga.

O Desportivo entrou melhor, a vencer antes do intervalo e colocou a defesa dos libolenses em sentido aos 28 minutos, mercê do golo rubricado por Pedro na sequência de uma jogada de belo efeito. Os donos da casa continuaram a ter mais bola, criaram perigo à barreira defensiva que os libolenses montaram desde cedo. Contudo, quando os pupilos de Romeu Filemon lançaram as bolas para o ataque, estas esbarravam na forte muralha erguida pela equi-pa de André Makanga, no momento da decisão.

Com Lopes e René em destaque na turma de Calulo, a pressão dos visitantes criava perigo pelos corredores direito e esquerdo. Mesmo assim, parecia muito pouco. Se a primeira parte teve poucos pontos de interesse, a segunda não poderia ter começado melhor para o Libolo. A equipa da casa não mostrou argumentos para conservar a vantagem trazida da etapa inicial, e o constante desperdício de tempo constante era a imagem clara de um conjunto impotente de liderar o marcador por longo período.

Aos 78 minutos, a equipa de Calulo construiu pela direita uma jogada que acabou com excelente finalização de Francis, o “suspeito do costume”, para o fundo da baliza de Julião, incapaz de evitar o empate. O mais previsível estava feito e faltava pouco tempo para se jogar. Quando muitos já acreditavam na igualdade como o desfecho da partida, Pinó silenciou a pequena falange de adeptos no Estádio Ferrovia, ao saltar mais alto que a defesa do Desportivo e fixar o resultado em 1-2.

Apesar de jogar reduzido a dez unidades, o Desportivo ainda tentou de tudo para repor a igualdade, mas nem os oito minutos de compensação proporcionados pelo árbitro Benjamim Andrade, que veio de Benguela, ajudou os donos da casa a inverter a história do jogo. No final, Romeu Filemon, técnico do Libolo, visivelmente satisfeito, analisou desta forma a vitória: “Foi uma partida muito difícil.

Entrámos com uma estratégia no sentido de contrariar o Desportivo. Fomos infelizes no golo que sofremos, fizemos alterações na segunda parte, mudámos o sistema e a equipa portou-se bem”. Já André Makanga, treinador do Desportivo, fez a seguinte análise: “Na primeira parte, estivemos bem. Penso que dominámos o jogo e o adversário esteve sempre à espera de um erro nosso. Tivemos a oportunidade de ‘matar’ o jogo, não marcámos e depois os nossos jogadores ressentiram-se do esforço. Penso que a equipa vai melhorar com os próximos jogos”.

Ferrovia do Huambo “assalta” a vice-liderança

O Ferrovia do Huambo venceu, ontem, o Santa Rita de Cássia do Uíge e confirmou um começo de campeonato irrepreensível. Os locomotivas fixaram-se, agora, na segunda posição do campeonato na sequência da vitória por 1-0, muito bem conseguida no Estádio dos Kuricutelas. O golo de Benvindo, aos 55 minutos, teve peso de ouro para o conjunto do Planalto Central, que se pode ainda queixar da falta de sorte, pois dispôs de várias outras ocasiões para dilatar o resultado.

A falta de serenidade dos avançados na hora da finalização acabou por influenciar na magreza dos números. No Estádio dos Eucaliptos, no Cuito, a Baixa de Cassanje impôs rigoroso empate (1-1) ao Cuando Cubango FC, num jogo com inversão de papéis em cada um dos períodos. Coube à equipa da casa inaugurar o marcador, logo aos cinco minutos, por intermédio de Moussa, numa altura em que assumiam o controlo da partida. Na segunda parte, pertenceu ao conjunto de Malanje a criação de maiores ocasiões de golo.

O empate apenas veio a surgir aos 86 minutos por Man Pé a desviar muito bem um cruzamento tirado da direita do ataque. Sábado, na abertura da jornada, o Petro de Luanda empatou (0-0) com o Recreativo da Caála, o Interclube perdeu (0-1) frente ao Sporting de Cabinda e a Académica do Lobito goleou (3-0) o Wiliete SC. Sagrada Esperança e FC Bravos do Maquis acordaram adiar o jogo entre si, devido ao surgimento de mais casos positivos da Covid-19 no plantel dos maquisardes.

- Publicidade -
FonteJA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.