- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Ásia "Castigo medieval": Homossexuais vergastados em sentença pública na Indonésia

“Castigo medieval”: Homossexuais vergastados em sentença pública na Indonésia

Dois homens foram vergastados numa sentença pública em Banda Aceh, na Indonésia, acusados de homossexualidade, crime segundo a lei islâmica.

Os dois homens de 27 e 29 anos, receberam 77 vergastadas cada um, infligidas com uma cana brandida por um “algojo” (carrasco) mascarado, um enquanto dezenas de pessoas assistiam.

O casal foi detido pela polícia em novembro depois de ter sido alvo de uma denúncia por parte de populares, que acusaram os dois homens de manter relações sexuais.

Um tribunal da sharia (lei islâmica) condenou-os a receber 80 vergastadas, mas a pena foi reduzida para 77 por terem cumprido até agora pena de prisão.

Um tribunal da sharia (lei islâmica) condenou-os a receber 80 vergastadas, mas a pena foi reduzida para 77 por terem cumprido até agora pena de prisão.
(Foto Hotli Simanjuntak / EPA)

As autoridades indonésias deviam ser “universalmente punidas por este castigo brutal e medieval por um ato que nem sequer devia ser criminalizado”, condenou o diretor da Organização não-governamental Human Rights Watch na Ásia, Phil Robertson, citado pelo The Guardian.

Na mesma sentença pública, outras quatro pessoas receberam entre 17 e 40 vergastadas por consumo de bebidas alcoólicas ou por manterem relações extramatrimoniais.

Os dois homens de 27 e 29 anos, receberam 77 vergastadas cada um, infligidas com uma cana brandida por um “algojo” (carrasco) mascarado, um enquanto dezenas de pessoas assistiam.
(Foto Hotli Simanjuntak / EPA)

A província de Aceh é a única região da indonésia onde desde 2001 se aplica a lei islâmica, graças a um acordo de autonomia com o governo central.

A homossexualidade, a infidelidade conjugal, o consumo de álcool, os jogos de apostas e o uso de roupas justas no caso de mulheres também são considerados crimes puníveis com vergastadas ao abrigo da sharia.

- Publicidade -
FonteTSF
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.