- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo EUA EUA acusam membros de grupo de extrema-direita de conspiração para atacar Capitólio

EUA acusam membros de grupo de extrema-direita de conspiração para atacar Capitólio

Os Estados Unidos obtiveram uma acusação contra três membros da milícia de extrema direita Oath Keepers, acusando-os de conspirar para invadir o Capitólio dos EUA em uma tentativa de impedir o Congresso de certificar a vitória eleitoral do presidente Joe Biden.

A acusação alega que Jessica Marie Watkins, 38, Donovan Ray Crowl, 50, ambos de Campaign County, Ohio, e Thomas Caldwell, 65, de Clarke County, Virginia, tinham conspirado já em Novembro para obstruir o Congresso, uma acusação que pode acarretar uma pena máxima de prisão de 20 anos.

Os três tinham sido anteriormente acusados após queixa criminal e os três foram detidos depois que os magistrados consideraram que eles representavam um perigo para a comunidade e deveriam ser mantidos sem fiança.

A queixa emendada contra os três, que foi tornada pública no início deste mês, revelou que o FBI havia recuperado mensagens que eles receberam durante os distúrbios de 6 de Janeiro no Capitólio dos EUA.

Numa das mensagens Watkins pode ser ouvido a dizer: “Temos um bom grupo. Temos cerca de 30-40 de nós. Estamos a manter-nos juntos e a seguir o plano. ”

Em outra mensagem que Caldwell recebeu durante o ataque, uma pessoa não identificada dizia: “Todos os membros estão nos túneis sob a capital. Sele-os. Ligue o gás. ”

Na audiência de detenção de Caldwell a 19 de Janeiro, um promotor federal disse que havia a possibilidade de acusações adicionais serem feitas enquanto a investigação prossegue, incluindo acusações de conspiração sediciosa.

Nenhum dos três interpôs recurso.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.