- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Guiné-Bissau Morre Leopoldo Amado, historiador guineense

Morre Leopoldo Amado, historiador guineense

Era comissário da Educação da CEDEAO

O historiador guineense e comissário da Comunidade Económica de Estados da África Ocidental (CEDEAO), Leopoldo Amado, de 61 anos de idade, faleceu, na madrugada desta segunda-feira, em Dacar, capital do Senegal, vítima de doença repentina.

Com uma profunda obra de investigação, nomeadamente sobre a luta de libertação nacional, Amado desempenhava actualmente o cargo de comissário da organização regional e trabalhava no sentido de melhorar a qualidade do ensino na Guiné-Bissau.

Natural de Catió, no sul do país, era investigador sénior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (INEP) do qual chegou a ser director-geral.

Foi também durante muitos anos professor universitário em Cabo Verde e em Portugal.

Durante algum tempo, Leopoldo Amado presidiu a Liga Guineense dos Direitos Humanos, de que terá sido um dos fundadores.

O corpo dele deve ser transladado ainda hoje para a Guiné-Bissau.

As autoridades ainda não se pronunciaram sobre as causas da morte.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.