- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono S. Tomé e Príncipe Estado de calamidade prolongado por 15 dias na ilha de S. Tomé

Estado de calamidade prolongado por 15 dias na ilha de S. Tomé

O governo santomense decidiu prolongar por mais 15 dias o estado de calamidade na ilha de São Tomé com efeito a partir deste sábado. Relativamente à ilha do Príncipe, onde os casos positivos têm vindo aumentar, o parlamento santomense, vai analisar a situação na próxima semana.

A ilha de São Tomé, observa este sábado mais um prolongamento de estado de calamidade por 15 dias ou seja até ao dia 30 de Janeiro corrente.

Relativamente a ilha do Príncipe, onde os casos positivos têm vindo aumentar, o parlamento santomense, vai analisar na próxima semana a proposta do governo para que o Presidente da República decrete o estado de emergência regional.

O governo prevê em breve massificar o rastreio da população e o Banco Mundial garantiu o financiamento de 6 milhões de dólares para que o país adquira vacinas contra COVID 19 a partir de Abril próximo.

São Tomé e Príncipe, será um dos primeiros países africanos a beneficiar de vacinas devido a sua reduzida população.

A polícia nacional foi aconselhada adoptar medidas mais apertadas para evitar a propagação da doença.

Na reunião de alto nível do comité de crise da COVID 19 presidida pelo chefe de estado, Evaristo Carvalho, decidiu-se pela suspensão de aulas nocturnas já na próxima semana.

Os casos activos vão ser monitorizados nas duas ilhas, segundo o porta-voz da referida reunião, Adelino Lucas que é o secretário de estado da comunicação social.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.