- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Detidos falsos taxistas da RDC que assaltavam passageiros na via expressa

Detidos falsos taxistas da RDC que assaltavam passageiros na via expressa

Dois cidadãos da República Democrática do Congo, mais conhecidos por “Bola Se” e “Moisi”, foram detidos pela Polícia Nacional, no município de Viana, bairro Boa Esperança, rua da pracinha, no âmbito da “Operação Kudisanga”.

Segundo apurou o Portal de Angola, os cidadãos estrangeiros são acusados de terem simulado o exercício da actividade de táxi, no troço Calemba 2/Via expressa, no dia 28 de Dezembro de 2020, por volta das 21horas, onde assaltaram e fizeram reféns os passageiros, levando os pertences das vítimas.

Dois cidadãos da República Democrática do Congo, mais conhecidos por “Bola Se” e “Moisi”, foram detidos pela Polícia Nacional, no município de Viana, bairro Boa Esperança, rua da pracinha, no âmbito da “Operação Kudisanga”.
(DR)

De acordo com o superintendente de investigação Manuel Halaiwa, mediante denúncia de uma das vítimas os falsos taxistas foram detidos e na sequência apreendida a viatura utilizada no assalto, de marca Toyota, modelo Corolla, cor cinzenta, matrícula LD-01-80-AA, chassi JT1GOEE900033120, bem como uma arma de fogo do tipo Akm, com o cano serrado, número ilegível, encontrada na posse destes malfeitores.

Realçar que os cidadãos ora detidos são confessos na prática do crime e declaram ter realizado mais de oito assaltos nos mesmos moldes, sendo que diligências decorrem para apurar mais dados sobre os factos.

Salientar que embora estes malfeitores não tenham revelado de forma precisa o total de assaltos praticados até ao momento, a Polícia apela a quem tenha sofrido este tipo roubo no interior desta viatura que compareça as instalações do edifício sede do SIC, para a devida formalização da queixa.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.