- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Assembleia Parlamento Assembleia Nacional aprova na especialidade Lei de alteração do Código Comercial

Assembleia Nacional aprova na especialidade Lei de alteração do Código Comercial

A Proposta de Lei que altera o Código Comercial foi aprovada hoje, quarta-feira (seis), pelas comissões de especialidade da Assembleia Nacional (AN), com 25 votos a favor, zero abstenções e nenhum contra.

O diploma, com seis capítulos, vai ser submetido a 19 do mês em curso ao plenário da AN para votação final global.

O documento elimina a obrigatoriedade de legalização dos livros das actas das sociedades pela conservatória de registo comercial.

Este procedimento passa a ser apenas da responsabilidade dos membros do órgão social a que respeitam ou do presidente da mesa da assembleia-geral da sociedade, demonstrando o interesse do Executivo em criar um bom ambiente de negócios em Angola.

A medida vai no sentido de se melhorar a classificação no Índice Geral de Facilidades de se Fazer Negócio (Doing Business Index).

A iniciativa legislativa visa ainda simplificar procedimentos para a Constituição de empresas.

Em declarações à imprensa, o secretário de Estado da Justiça, Orlando Fernandes, referiu que a nova lei vai diminuir as burocracias administrativas, no âmbito da reforma que se prognostica para dinamizar o ambiente de negócios, precisando que a iniciativa vai legitimar os órgãos das sociedades na legalização do livro de actas.

Para o deputado do MPLA, Vicente Pinto de Andrade, o novo diploma vai permitir que as empresas tratem dos expedientes administrativos de forma célere e facilitar o surgimento de outras, tornando o mercado do negócio mais competitivo.

Por sua vez, a deputada da UNITA, Albertina Ngola, sublinhou que a lei vai trazer melhorias no ambiente de negócios, visto que vai deixar de existir a burocracia administrativa do passado, para a constituição de empresa, numa altura em que o país necessita muito do investimento estrangeiro.

Hoje, na primeira reunião parlamentar de 2021, os deputados, nas comissões de especialidade, trataram também da Proposta de Lei Sobre o Regime Jurídico das Garantias Mobiliárias, que apenas será aprovada na quinta-feira (sete).

- Publicidade -
FonteAngop
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.