- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África Repórter de imagem etíope libertado depois de 12 dias preso sem acusação

Repórter de imagem etíope libertado depois de 12 dias preso sem acusação

O jornalista etíope Kumerra Gemechu que trabalha para a agência noticiosa Reuters, e que foi detido a 24 de dezembro em Adis Abeba, foi libertado nesta terça-feira, 4, sem qualquer acusação.

Em comunicado, a agência disse que “a polícia etíope libertou hoje o operador de câmara da Reuters, Kumerra Gemechu, depois de o ter mantido preso 12 dias sem acusação”.

Gemechu foi detido a 24 de dezembro em casa, “em frente à mulher e aos filhos”, ao mesmo tempo que a polícia apreendeu o telefone, um computador, discos rígidos e documentos do jornalista.

No tribunal, a 25 de Dezembro, a polícia justificou a detenção com o facto dele divulgar notícias falsas contra o Governo e manter contactos com grupos que lutam contra o poder do primeiro-ministro Abyi Ahmed, sem dar detalhes.

Na altura, o tribunal deu à polícia mais 14 dias para concluir a investigação.

O editor da Reuters Stephen J. Adler festejou a libertação e disse estar satisfeito “por Kumerra ter sido libertado e poder juntar-se à sua família”.

“A sua libertação hoje mostra que não fez nada de errado”, sublinhou Adler.

Até agora, nem a polícia nem a procuradoria da República informou sobre as causas da prisão do jornalista que há 10 anos trabalha para a Reuters em regime ´freelancer´.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.