- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Política Defendida desactivação da penitenciária do Lobito

Defendida desactivação da penitenciária do Lobito

O delegado provincial do Ministério do Interior (MININT) em Benguela, comissário Aristófanes dos Santos, defendeu a desactivação da Unidade Prisional do Lobito, devido à superlotação e mau estado da estrutura física.

“As condições de habitabilidade do ponto de vista higiénico são boas, mas o que nos preocupa é o seu estado físico. O estabelecimento não tem as condições ideais para ser utilizado como unidade prisional”, sublinhou.

O também comandante geral da Polícia Nacional em Benguela indicou que o problema pode ser ultrapassado caso sejam concluídas as obras da nova unidade prisional na região do Culango, com a capacidade de albergar 600 reclusos.

A execução física das obras, disse, está em 25 por cento, mas paralisaram por razões financeiras, podendo ser retomadas nos próximos tempos.

“Com a sua conclusão, estaremos em situação privilegiada para proporcionar as melhores condições aos reclusos que, apesar de tudo, precisam ter os seus direitos e deveres salvaguardados”, acrescentou o delegado do Interior, durante uma visita de constatação ao estabelecimento penitenciário do Lobito.

- Publicidade -
FonteJA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.