- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Guiné-Bissau Guiné-Bissau: 4 mortos e vários feridos em Nhoma em confrontos pela posse...

Guiné-Bissau: 4 mortos e vários feridos em Nhoma em confrontos pela posse da terra

Pelo menos quatro pessoas morreram nesta terça-feira, 29 de dezembro e várias ficaram feridas, em Nhoma, no centro da Guiné-Bissau, na sequência de confrontos pela posse de “bolanhas” em campos de cultivo do arroz. O Governo está neste momento em peso nas localidades onde ocorreram os confrontos.

Há muito que se sabe que as comunidades de Yunkun e Thun, em Nhoma, no centro da Guiné-Bissau não se entendem.

Nhoma é uma localidade situada a 25 quilómetros de Bissau e a causa dos desentendimentos tem sido a posse de bolanhas, porções de terra em campos de cultivo do arroz.

Esta terça-feira, 29 de dezembro, os camponeses das duas comunidades envolveram-se em confrontos violentos, provocando a intervenção das forças da ordem e posteriormente o reforço do batalhão das Forças Armadas em Cumeré, o que resultou em pelo menos quatro mortos, várias feridos, alguns em estado grave, muitos camponeses das duas comunidades foram detidos e transferidos para as celas da segunda Esquadra em Bissau.

O secretário de Estado da Ordem Pública na Guiné-Bissau, Mário Fambé lamenta as mortes, mas também condena o comportamento dos líderes tradicionais das duas comunidades, lembrando que em setembro passado, ele mesmo propôs que se aguardasse por uma solução definitiva ao diferendo.

O Governo estava entretanto a analisar a melhor forma de acabar com um conflito que dura há muitos anos.

Vários membros do Governo deslocaram-se ao local para tentar serenar os ânimos e a polícia montou nas duas comunidades um forte dispositivo de segurança.

O Governo está a estudar medidas duras para responsabilizar os autores materiais e morais dos confrontos.

A lei da terra existe formalmente desde 2019 e determina que o Estado é o único detentor das terras na Guiné-Bissau, mas a posse de terra e de bolanhas tem sido o motivo principal de conflitos entre camponeses de várias comunidades um pouco por toda a parte na Guiné-Bissau.

Em meados de agosto e setembro deste ano, as mesmas comunidades envolveram-se em disputas violentas, pela posse de terra, que na altura resultaram em ferimentos.

- Publicidade -
FonteRFI
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.