- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo EUA Alívio da pandemia: Trump não assina a lei de ajuda e milhões...

Alívio da pandemia: Trump não assina a lei de ajuda e milhões de americanos ficam em risco de perder subsídios de desemprego

“Eu simplesmente quero dar ao nosso grande povo $2.000, em vez dos míseros $600 que estão agora na lei”, disse Trump

O presidente Donald Trump não assinou um pacote crítico de alívio da pandemia e financiamento do governo antes da meia-noite, permitindo que os subsídios de desemprego e protecções de despejo expirassem neste domingo, 27.

Trump criticou duramente a legislação no início desta semana e indicou no sábado as suas contínuas objeções.

Ele twittou no início do sábado: “Eu simplesmente quero dar ao nosso grande povo $2.000, em vez dos míseros $600 que estão agora na lei”.

O valor elevado foi visto como uma repreensão aos membros de seu próprio partido Republicano, que resistiu aos esforços Democratas para negociar pagamentos maiores.

Catorze milhões de americanos perderão o subsídio de desemprego, de acordo com dados do Departamento do Trabalho.

O presidente eleito Joe Biden apelou a Trump para assinar a lei.

“Essa abdicação de responsabilidade tem consequências devastadoras. … Esta lei é crítica. Deve ser assinada agora”, disse Biden, que passa as festas de natal em Delaware, seu estado natal.

O presidente está no seu resort na Flórida, enquanto democratas e republicanos esperam a sua assinatura para autorizar a legislação de gastos de US $ 2,3 trilhões, que inclui US $ 892 mil milhões para o alívio do coronavírus.

O projetco de lei foi enviado de Washington para o seu clube em Mar-a-Lago para estar disponível caso ele decida assinar.

Paralisação parcial

Trump não ameaçou especificamente vetar o projecto de lei, mas surpreendeu os legisladores de ambos os partidos ao chamá-lo de “desgraça” depois de aprovado na Câmara e no Senado, encerrando meses de negociações.

Uma paralisação parcial do governo federal também começaria na terça-feira se Trump não assinar o projecto.

O Congresso tem planos de voltar ao trabalho na segunda-feira, interrompendo as suas habituais férias de Natal, e pode tomar uma medida paliativa para estender o financiamento do governo por alguns dias ou semanas enquanto o impasse é resolvido.

Os membros da Câmara também devem votar na segunda-feira para anular o veto de Trump de um projetco de lei de US $ 740 mil milhões que autoriza os programas de defesa do país.

Se a votação da Câmara for aprovada, o Senado poderá votar a medida já na terça-feira. É necessária uma votação de dois terços em ambas as câmaras para anular um veto presidencial.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.