- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Covid-19 Detido responsável da Saúde na Huíla com testes falsos

Detido responsável da Saúde na Huíla com testes falsos

O chefe de departamento provincial de Saúde Pública na Huíla, Hélio Tchiangalala, foi detido, no fim-de-semana, pela Polícia Nacional, no Aeroporto Internacional da Mukanka, arredores da cidade do Lubango, por supostamente vender testes da Covid-19 com resultados falsificados.

O porta-voz do Comando Provincial da Polícia Nacional na Huíla, inspector-chefe Luís Filipe Zilungo, que prestou a informação, disse que além de Hélio Tchiangalala, a corporação deteve ainda, em flagrante delito, mais dois cidadãos implicados no mesmo crime.

Informou que os supostos implicados foram detidos no interior do Aeroporto Internacional da Mukanka a comercializar os testes com resultados falsos e devidamente carimbados aos passageiros.

“O crime ocorreu no interior do Aeroporto Internacional da Mukanka, quando as forças policiais realizavam trabalho de inteligência criminal. Foram flagrados três cidadãos, com idades compreendidas entre 29 e 35 anos, a comercializarem testes rápidos com resultados negativos, no valor de 10 mil kwanzas”, disse.

Segundo a fonte, além dos testes falsos, foram, igualmente, encontrados, na posse dos acusados, cento e vinte mil kwanzas.

Acrescentou que os três funcionários da Saúde detidos já foram encaminhados ao Ministério Público, para os devidos procedimentos criminais.

“Durante a detenção, foram encontrados 120 mil kwanzas, 14 testes rápidos com carimbos autenticados em posse dos mesmos”, indicou.

O inspector-chefe Luís Filipe Zilungo explicou que os implicados foram encaminhados ao Ministério Público para os procedimentos legais que se impõem.

Durante às últimas 72 horas, a Polícia Nacional, no âmbito das suas atribuições de garantir a ordem e tranquilidade públicas, lançou 150 patrulhas em 12 turnos, entre apeadas, automóveis, motos e postos fixos nos diversos bairros do Lubango.

Das acções, foi possível deter 25 cidadãos implicados em diversos crimes, a apreensão de 6 viaturas, 120 mil kwanzas, 30 frascos de álcool gel, um fogão, duas plantas de liamba e uma peça de viatura.

Durante as últimas 72 horas, foi registado o mesmo número de crimes que em igual período anterior.

As práticas ilícitas resultaram em 10 crimes contra pessoas, 32 contra propriedade, dois contra ordem e tranquilidade públicas e um contra a economia. Os crimes ocorreram no Lubango (27), Matala (5), Caconda (2), Caluquembe (3) e dois nos municípios de Chicomba, Humpata, Quipungo e Chipindo.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.