- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Activistas angolanos defendem agenda de consenso da sociedade civil sem regras partidárias

Activistas angolanos defendem agenda de consenso da sociedade civil sem regras partidárias

No primeiro Fórum Nacional para a Cidadania em Angola, realizado na passada semana na província de Benguela, activistas cívicos defenderam uma agenda de consenso sem imposições partidárias, mais ajustada à sociedade civil, para o fim do que consideram ser 45 anos de má governação.

A pensar numa Angola sem exclusão, o activista Mbanza Hanza afirma que os partidos políticos devem estar agarrados a esta agenda nacional de consenso.

“O que tem acontecido é um açambarcamento, o partido ganha as eleições, ele decide a agenda. Quando chegar o outro, vai traçar a sua agenda, vai tirar a agenda dos 45 anos de má governação’’, aponta Hanza.

O activista Cambolo Tiaca Tiaca aborda o assunto numa perspectiva autárquica.

“Não será a varinha mágica, mas é preciso desenvolver os municípios, até porque eles têm um bom slogan: ‘a vida faz-se nos municípios’, por isso… ‘’, apela o activista.

Para Tiaca Tiaca, ‘’os slogans não passam disto mesmo, os projectos nunca beneficiaram os municípios, foi tudo para os militantes’’.

No município-sede, Benguela, está um conhecido foco de pobreza, o magistério que acolhe os antigos moradores das Salinas, que receberam dos activistas apoios para a quadra festiva.

A iniciativa, segundo beneficiários, vem minimizar uma série de dificuldades.

“Nestes dias está mesmo difícil, principalmente na parte da alimentação. Temos aqui muitas mães que acabaram de dar à luz … a comida aparece espontaneamente, a pessoas às vezes consegue um quilo para as crianças’’, avança uma cidadã.

Recorde-se que há muito terminou o prazo que a Administração Municipal estabeleceu para a saída do magistério, com ameaça de recurso à força, mas as famílias permanecem no local desde 24 de junho.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.