- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo EUA Queniano acusado de preparar atentado de al-Shabab nos Estados Unidos

Queniano acusado de preparar atentado de al-Shabab nos Estados Unidos

Cholo Abdi Abdullah foi transferido das Filipinas, onde estava detido desde o ano passado, para Nova Iorque

Um suposto membro do grupo terrorista al-Shabab acusado de conspirar para realizar um ataque semelhante ao de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos chegou a Nova Iorque nesta quarta-feira, 16, onde vai responder em tribunal.

Natural do Quénia, Cholo Abdi Abdullah foi transferido das Filipinas, onde foi detido em julho de 2019.

Abdullah é acusado de conspirar para sequestrar um avião comercial e embater contra um prédio nos Estados Unidos e como parte do plano eleborado por dirigentes da rede al-Shabab ele terá sido treinado nas Filipinas como piloto.

Entre as acusações contra ele estão apoio material a uma organização terrorista estrangeira, conspiração para assassinar cidadãos dos EUA e conspiração para sequestrar e destruir uma aeronave

“Este caso, que envolve uma conspiração para usar um avião para matar vítimas inocentes, lembra-nos a ameaça mortal que os terroristas islâmicos radicais continuam a representar para o nosso país”, disse o procurador-geral adjunto, John Demers em comunicado.

“Não importa onde os terroristas que pretendem atacar americanos possam estar localizados, vamos encontrá-los e levá-los à justiça”, sublinhou Demers.

A acusação diz que o suposto esquema fazia parte de uma campanha maior da al-Shabab, principal afiliada da rede Al Qaeda com base na Somália, que visava “vingar” a decisão do Governo americano de transferir a sua embaixada em Israel de Televive para Jerusalém.

Em janeiro de 2019 o grupo lançou um ataque suicida num hotel em Nairóbi, no Quénia, que provocou a morte de 21 pessoas, entre elas um americano.

Mais recentemente, assumiu a responsabilidade por ataques a instalações militares americanas no Quénia e na Somália.

De acordo com a procuradoria, Abdullah viajou para as Filipinas para frequentar uma escola de aviação sob orientação do comandante da al-Shabab responsável pelo ataque ao hotel em Nairóbi.

Enquanto estudava, Abdullah investigou “ meios e métodos para sequestrar uma linha aérea comercial para realizar um ataque” e, segundo a acusação, procurou informações online sobre o prédio mais alto em várias cidades americanas, sequestros de aeronaves e como obter um visto para os EUA.

Cholo Abdi Abdullah, que já disse ser inocente, deve ser presente ao tribunal em breve.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.