- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Europa Partido de Angela Merkel elege líder em Janeiro

Partido de Angela Merkel elege líder em Janeiro

A União Democrata-Cristã (CDU), partido da chanceler alemã, Angela Merkel, elege o seu novo presidente, potencial candidato a chanceler nas eleições de 2021, num congresso a realizar de forma virtual entre 15 e 16 de Janeiro.

A presidência da CDU optou por essa fórmula, pela primeira vez na história do partido e após dois cancelamentos de congressos federais sucessivos – tanto em Abril como neste mês – por conta das restrições impostas pelo novo coronavírus.

Os congressos da CDU contam com a presença regular de um total de 1.001 delegados, além de convidados internacionais e dos meios de comunicação. É inviável realizá-lo pessoalmente em Janeiro, já que até agora a pandemia ainda não foi contida no país.

Merkel e os líderes regionais concordaram, no domingo, em endurecer as restrições para combater o novo coronavírus, que estão em vigor desde 2 de Novembro.

Até ao dia 10 de Janeiro, a vida pública estará praticamente paralisada e apenas o comércio essencial permanecerá aberto.

Em relação à presidência da CDU, três candidatos disputam a sucessão de Annegret Kramp-Karrenbauer, outrora considerada a favorita de Angela Merkel, mas que anunciou em Fevereiro a intenção de se demitir da liderança invocando falta de apoio do partido.

Foi então marcado um congresso para 25 de Abril, depois adiado para 4 de Dezembro, tendo esta data sido igualmente postergada devido à pandemia de Covid-19. Os delegados do partido conservador deverão escolher entre Armin Laschet, governador da região mais populosa da Alemanha, a Renânia do Norte-Vestefália, o liberal Friedrich Merz, um rival histórico de Merkel, e Norbert Röttegen, perito em política externa.

Segundo a imprensa alemã, Merz está nesta altura melhor posicionado para vencer do que Laschet, teoricamente o mais fiel à linha de Merkel, mas que tem sido criticado pela gestão da pandemia na Renânia, considerada errática e afastada da postura de prudência defendida pela chanceler.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.