- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques EUA executa outro prisioneiro, apesar de apelos e pandemia

EUA executa outro prisioneiro, apesar de apelos e pandemia

Um homem condenado à morte foi executado por injeção letal nesta quinta-feira, no momento em que o governo de Donald Trump realiza uma série de execuções federais em seus últimos dias no poder, ignorando os pedidos de clemência e os surtos de Covid-19 nas prisões.

Brandon Bernard, 40, foi executado em uma prisão da cidade de Terre Haute, Indiana, por seu papel em um duplo assassinato ocorrido em 1999 no Texas, quando ele tinha 18 anos.

Mais de 500 mil pessoas assinaram petições por uma comutação da sentença para prisão perpétua, citando a idade de Bernard no momento do crime e seu bom comportamento como preso.

Entre os que apoiam Bernard está a estrela de reality show Kim Kardashian: “Apesar de Brandon ter participado do crime, seu papel foi menor comparado ao dos outros adolescentes envolvidos, dois dos quais estão em casa agora.”

Bernard e outros quatro adolescentes negros foram condenados pelo sequestro de Todd e Stacie Bagley, um casal branco de Iowa obrigado a sacar dinheiro antes de ser morto a tiros e queimado dentro de seu automóvel.

Devido ao fato de o crime ter acontecido em uma base militar americana, ele foi julgado em um tribunal federal. O atirador, Christopher Vialva, então com 19 anos, e Bernard, que incendiaram o veículo, foram condenados à morte em 2000. Vialva foi executado em setembro e os outros participantes, menores de 17 anos no momento do crime, evitaram a pena de morte.

Sem um indulto de última hora, Bernard se tornou o nono preso federal executado desde julho, quando o governo Trump retomou as execuções federais após uma pausa de 17 anos.

- Publicidade -
FonteAFP
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.