- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Desporto Futebol Futebol quer racismo fora das quatro linhas

Futebol quer racismo fora das quatro linhas

O jogo entre o Paris Saint-Germain (PSG) e o Basaksehir de Istambul, a contar para a Liga dos Campeões, foi interrompido ao minuto 14, depois de o treinador adjunto da equipa turca acusar o quarto árbitro de se referir a ele como “negro” para o identificar junto do árbitro principal.

O jogo foi interrompido com os jogadores das duas equipas a tentar apurar o que tinha acontecido. Neymar e Mbappé, estrelas do PSG, apoiaram a decisão do adversário, pedindo ao árbitro que a partida fosse interrompida. Durante cerca de duas horas, o encontro não foi retomado e os jogadores do Basaksehir não quiseram regressar ao relvado.

Esta é a primeira vez que um jogo da Liga dos Campeões é interrompido e adiado por insultos racistas, lembra o jornalista do diário francês 20 minutes. William Pereira lembra ainda que este episódio pode marcar uma mudança na luta contra o racismo no mundo do futebol.

O jogo é retomado esta quarta-feira, a partir das 18h55, com uma nova equipa de arbitragem holandesa.

- Publicidade -
FonteRFI
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.