- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Política Executivo cria bolsa de estágio profissional

Executivo cria bolsa de estágio profissional

O Executivo criou, por via de um Decreto Presidencial, a bolsa de estágios em benefício dos jovens formados nas mais diversas áreas do saber, disse o director-geral do Instituto Nacional de Formação Profissional (INEFOP), Manuel Mbangui, que falava à Rádio Nacional de Angola (RNA).

Manuel Mbangui disse que a referida bolsa vai permitir que os jovens recém-formados beneficiem de estágios de três a seis meses, em empresas a seleccionar.

O director geral do INEFOP considerou que a medida era necessária, tendo em conta o postulado no Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018/2022, no quadro do incentivo ao emprego na camada juvenil.

Durante o programa de estágio, disse, o beneficiário que não tenha concluído a 12ª classe, mas que possua um curso técnico de nível 2 e 3, terá direito a um salário e meio do sector de actividade em que estiver inserido. Se tiver formação técnico-profissional de nível 4, beneficiará de dois salários mínimos e os licenciados beneficiarão de dois salários mínimos e meios.

O director geral do INEFOP considerou que a medida era necessária, tendo em conta o postulado no Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018/2022, no quadro do incentivo ao emprego na camada juvenil.
(DR)

Segundo Manuel Mbangui, pretende-se garantir que os estagiários tenham conhecimentos técnicos para o mercado de trabalho.
O director-geral do INEFOP esclareceu que o estágio profissional não obriga a empresa a empregar o estagiário, salvo se encontrar no candidato qualidades que a levem a incluí-lo no seu quadro de pessoal efectivo.

Os candidatos deverão inscrever-se nos centros de emprego existentes no país, enquanto os formandos do INEFOP estão dispensados das inscrições, por ser feita de forma directa. Para o efeito, informou, será promovida uma campanha de sensibilização para que as empresas possam receber os estagiários.

Manuel Mbangui acrescentou que o INEFOP vai desenvolver um portal para a recepção das candidaturas e o acompanhamento do processo de estágio dos beneficiários. “Pelo país, 17 mil jovens estão em formação nos 160 centros especializados de formação profissional”, disse.

O plano, de âmbito nacional, visa ainda fomentar e apoiar o espírito de iniciativa dos empreendedores, fundamentalmente dos jovens e mulheres, além de valorizar o exercício das profissões através da atribuição de carteiras profissionais e dar oportunidade de estágio aos cidadãos recentemente formados.

O surgimento de micro e pequenas empresas, através da atribuição de micro-créditos, kits e ferramentas de trabalho, bem como da melhoria do respectivo ambiente de prestação de serviço, figuram, igualmente, entre os propósitos do programa.

- Publicidade -
FonteJA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.