- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Governo moçambicano assegura ter recuperado vila de Quissanga, em poder dos insurgentes...

Governo moçambicano assegura ter recuperado vila de Quissanga, em poder dos insurgentes desde Abril

Analistas advertem para regresso inseguro, por agora, dos residentes

O Governo de Moçambique dá como seguro o regresso da população e da autoridade administrativa à vila de Quissanga, na província de Cabo Delgado, que tinha sido ocupada por insurgentes em abril, mas analistas alertam que as pessoas ainda correm o risco de novos ataques.

Mais de 45 mil pessoas fugiram da sede distrital de Quissanga, na sequência do ataque dos insurgentes, a 25 de abril, tendo o grosso dos deslocados procurado refúgio na cidade de Pemba.

O secretário de Estado de Cabo Delgado, Armindo Ngunga, deslocou-se a Quissanga, e ficou alarmado com o grau de destruição de infraestruturas, incluindo o edifício do Governo disrital.

“Reabilitar Quissanga é um exercício muito grande, porque está totalmente destruido”, lamentou aquele governante.

O comandante-geral da Polícia, Bernardino Rafael, fez parte da comitiva do secretário de Estado e disse que as Forças de Defesa e Segurança vão permanecer na vila para assegurar o funcionamento das instituições.

Entretanto, o director do Centro para a Democracia e Desenvolvimento (CDD), Adriano Nuvunga, receia que as populações voltem a ser atacadas.

Ele diz que “a população corre o risco ao voltar para Quissanga porque os insurgentes ainda não foram repelidos, mas, ao mesmo tempo, compreendo a ansiedade por regressar, porque paira a ideia de que as pessoas podem estar a ser retiradas das suas zonas para depois se ocuparem as terras, uma vez desocupadas”.

Por seu turno, o sociólogo Francisco Matsinhe diz não ver com bons olhos o regresso a Quissanga, porque, “toda a zona norte de Cabo Delgado é insegura, tanto mais que na semana passada, houve um ataque a Muidumbe”.

- Publicidade -
FonteVoA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.