- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Cultura Literatura Jorge Soares Silva, vencedor do Prémio Literário Arnaldo França e uma carreira...

Jorge Soares Silva, vencedor do Prémio Literário Arnaldo França e uma carreira nas letras

Escritor cabo-verdiana ganha prémio com obra sobre a vivência da diáspora cabo-verdiana em Angola

O escritor cabo-verdiano Jorge Soares Silva é o vencedor da 3.ª edição do Prémio Literário Arnaldo França de 2020, atribuído pela Imprensa Nacional-Casa da Moeda, de Portugal, em parceria com a Imprensa Nacional de Cabo Verde.

“Mundo” é o trabalho galardoado deste prémio dirigido a cidadãos cabo-verdianos, a residir no arquipélago ou no estrangeiro, ou ainda a residentes em Cabo Verde há mais de cinco anos.

O juri, presidido pelo conhecido escritor cabo-verdiano Germano Almeida, a editora-chefe da Imprensa Nacional, Paula Mendes, e o jornalista e académico Daniel Medina, considerou tratar-se de “um texto que refere com consistência a vivência do homem cabo-verdiano quer em Cabo Verde quer na diáspora, neste caso Angola, porém de uma forma leve, alegre e bem humorada, características normalmente ausentes da literatura cabo-verdiana”.

Com uma longa trajectória no mundo das artes, Jorge Soares Silva aborda na obra a vida dos cabo-verdianos em Angola, onde viveu antes da independência nacional.

Membro fundador da Sociedade Cabo-verdiana de Autores, da Associação de Escritores Cabo-verdianos e da Academia Cabo-verdiana de Letras, Soares Silva tem já concluída outra obra, agora sobre os cabo-verdianos em São Tomé e Príncipe,

Na rubrica “Artes”, o escritor aborda o livro vencedor do prémio que leva o nome do mais conhecido crítico literário de Cabo Verde e a sua carreira.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.