- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Ciências e Tecnologia Parceria entre Ministérios e Huawei promove o desenvolvimento de talentos TIC em...

Parceria entre Ministérios e Huawei promove o desenvolvimento de talentos TIC em Angola

A Huawei, em parceria com o Ministério do Ensino Superior, Ciência e ciência tecnologias de inovação e o Ministério das Telecomunicações Tecnologias de Informação e Comunicação Social, realizaram hoje a Cimeira sobre Talento e Inovação Tecnológica 2020 com o objectivo de criar uma base de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), o cultivo de talentos e inovação.

Durante o evento, as entidades presentes enfatizaram a importância do desenvolvimento de talentos e divulgaram os planos e programas de desenvolvimento de talentos assim com chamaram a atenção da necessidade de se estabelecer mecanismos e definir métodos básicos e regras curriculares para o desenvolvimento de talentos no país.

Na sua apresentação, a ministra do Ensino Superior e Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Bragança, ressaltou que a parceria entre ministério e a Huawei almeja ser uma base de sucesso para os desafios das TIC no País. “A aposta no desenvolvimento de Talentos é fundamental porque pode ajudar a criar emprego, desenvolver o empreendedorismo e acelerar a transformação digital que se pretende e para isso o Executivo está comprometido a concretizar as suas políticas, assim como deve haver compromisso das instituições do ensino superior na melhoria dos currículos”, sustentou a governante.

Segundo Maria do Rosário Bragança, “existem carências infraestruturais, laboratoriais e tecnológicas, assim como de quadros, quer docentes, investigadores e profissionais, que são importantes uma vez que o progresso das TIC é muito rápido, com muitas actualizações e inovações que devem merecer acompanhamento”. Entretanto, “o grande desafio em realidades como a nossa é o acesso aos serviços de internet que ainda tem custos são uma barreira para que os estudantes possas ter um acesso maior as tecnologias de comunicação e informação”, conclui a ministra.

Na mesma senda, o Secretário do Estado das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Mário Oliveira, a juventude tem um papel importante porque são os potenciais talentos caso se destaquem na formação, pesquisa e educação. “Dentre os vários projectos temos o evento AngoTIC que tem sido uma plataforma onde muitos jovens e start ups se têm destacado com resultados visíveis que hoje estão disponíveis no mercado nacional”.

Alinhado com a estratégia de formação de quadros do Governo, o Secretário de Estado da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, António Francisco Afonso, assume que é tarefa fundamental deste Executivo garantir a promoção de talentos que salvaguardem o desenvolvimento sócio económico de Angola, uma vez que sem talentos não é possível desenvolver uma nação, na sua opinião.

“Contudo, é preciso que este talento seja forjado, munido de competências e inovação que são melhor potenciados através da inovação tecnológica que catapulte o empreendedorismo social, pessoal e até mesmo empresarial. Talento e inovação caminham juntos e talento e inovação tecnológica é o novo normal, no actual quadro mundial em que as tecnologias vão moldando todos os estratos e substratos sociais”, sustentou o dirigente.

Por sua vez, o CEO da Huawei em Angola, Chuxiaoxin (Edric Chu) reafirmou o compromisso da Huawei no apoio ao Estado angolano com quem a empresa estabelece uma relação de mais de 20 anos na melhoria das telecomunicações no país. ”A Huawei vai continuar a investir na formação das pessoas e dedicamos isso grande parte das nossas receitas, eis a razão que hoje empregamos 194 mil pessoas em todo o mundo, pessoas com capacidade fazem grandes pesquisas que contribuem para que a nossa firma tenha resultados mais eficazes”, reforçou o responsável.

Chuxiaoxin (Edric Chu) revelou que no final de 2021 a empresa vai inaugurar o Parque Oficial da Huawei um investimento de 60 milhões de dólares americanos que vai contemplar centros de formação, escritórios e apartamentos numa área total de 32,503m2. “A infra-estrura terá um Centro de Inovação para estudar as exigências do mercado e inovar serviços, um Centro de Treinamento para dar treino e certificação em TIC para governos, clientes, parceiros, alunos com capacidade máxima de 1.800 por ano, e, por último, um Centro de Experiências para compreender as exigências do mercado e trabalhar com os usuários, parceiros e inovar serviços”, detalhou o líder da Huawei em Angola na apresentação.

Com uma série de campanhas vocacionadas para o ecossistema de talentos na África subsariana, como “Seeds for the Future” e “ICT Competition”, a Huawei conta melhorar a competência de mais de 6,000 mil profissionais de TIC até 2023. O objectivo é preencher a lacuna de talentos nesta área, avançando na transformação digital das indústrias.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.