- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Desporto Hóquei Dionísio Viegas quer presença feminina no hóquei em patins

Dionísio Viegas quer presença feminina no hóquei em patins

Antigo hoquista do Petro de Luanda foi eleito em lista única com 16 votos a favor cujo pleito aconteceu a 21 do corrente

A presença feminina na prática do hóquei em patins, bem como a extensão da modalidade pelo país continua a ser uma das prioridades do presidente da Federação Angolana de Patinagem (FAP), Dionísio Viegas.

“Inscrevem-se na nossa perspectiva a promoção da participação feminina nesse desporto. Esperamos neste mandato redobrar esforços para uma melhoria acentuada da estabilidade, ex-tensão e abrangência da patinagem ao nível do país. Mas para isso tem de se verificar maior rigor na observância dos princípios de boa gestão e da transparência dos bens públicos”, disse, no sábado, aquando da tomada de posse do seu elenco, visando a gestão daquela instituição no ciclo olímpico 2020/2024.

Em acto marcado pela presença de Carlos Alberto Jaime “Calabeto”, antigo presidente da FAP, o responsável disse que um dos objectivos do mandato é dar dignidade à patinagem “mediante trabalho árduo”.

No primeiro discurso como presidente de direcção, não se esqueceu das associações e disse que prevê fazer com as mesmas “uma operação importante”, de forma a colocar ao dispor da Federação, informações e dados credíveis para a elaboração de políticas mais realistas.

Orlando Graça tem novas funções

Orlando Graça, técnico angolano que comandou a Selecção Nacional sénior masculina de hóquei em patins no 41º Campeonato do Mundo, que o país acolheu em 2013, volta à FAP, para exercer as funções de vice-presidente desportivo.

Anacleto Silva “Kirro”, antigo capitão do combinado angolano e marcador do primeiro golo da prova realizada no país, também foi “recrutado” por Dionísio Viegas e tomou posse como secretário-geral da FAP.

Dionísio Viegas, além de Graça, tem como vice-presidentes, Luís Miguel, Carlos Benson, Paulo Brinca e José Carlos Gamboa. Os vogais de direcção são Jorge Bachiessa, Edna Pereira, Deolinda Simão e Marcos dos Reis.

António de Carvalho foi empossado como presidente do Conselho Fiscal, Francisco Miguel (vice-presidente), Leonardo Afonso, Adão Chitxiami e Tatyana Albuquerque são os vogais.

Higino Pontes é o presidente do Conselho Jurisdicional e Carlota Modiz, vice-presidência. Artemísia Martins, Helga Candeias e Alberto Ventura, vogais.

Jordão de Vasconcelos é o novo presidente do Conselho de Disciplina, Domingos Tavares (vice-presidente), Arleny Handanga, Carla dos Santos Reis e Sayonara de Albuquerque são os vogais.

Lubanzadio Fernando tomou posse como presidente da Mesa da Assembleia-Geral, Áurea do Rosário Dias Paim, é a vice-presidente e Samuel Eduardo Manzambi, secretário.

O antigo hoquista do Petro de Luanda foi eleito em lista única, com 16 votos favoráveis. O acto aconteceu a 21 do corrente. O líder da FAP viu o processo da sua eleição ser ameaçado pela interposição de uma providência cautelar por parte de Pedro Azevedo “Chipita” que alega irregularidades.

Até à tomada de posse, no sábado, o tribunal Provincial de Luanda, para onde alegadamente foi levado o processo, não se tinha pronunciado. Depois de ter sido derrotado, em 2016, nas urnas, Viegas substitui no cargo o vencedor do pleito na altura, Hirondino Garcia.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.