- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia AIPEX realiza webinar para captação de investimento directo estrangeiro

AIPEX realiza webinar para captação de investimento directo estrangeiro

A Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (AIPEX) realiza de 1 a 3 de Dezembro próximo um webinar para a captação de investimento directo estrangeiro no país

O evento, que é uma combinação de webinar e reuniões de grupo B2B, será organizado pela Agência Oficial de Promoção do Turismo, Comércio e Investimento da Cidade do Cabo (Wesgro) em parceria com a AIPEX.

Com o lema “Missão de Investimento Directo Estrangeiro para Angola”, o evento tem como objectivo atrair investidores do Cabo Ocidental (Capetown) para investir no mercado nacional.

O evento será ainda uma notável plataforma de interacção, porque vai promover e facilitar o investimento privado estrangeiro para projectos agrícolas, turísticos, saúde e infra-estruturas.

Vai permitir, por um lado, às empresas dos dois países interagirem e criarem sinergias para futuras parcerias, por outro, também fortificará e alavancará ainda mais as relações económicas entre Angola e a África do Sul.

Os sectores alvo são agricultura/processamento agrícola, hotelaria e turismo, saúde, infra-estruturas e serviços.

Para o primeiro dia, 1 de Dezembro, está reservado um webinar sobre oportunidades de investimento e incentivos aos investidores angolanos na África do Sul e, no segundo dia, será feita uma introdução aos principais projectos da missão de investimento directo estrangeiro em Angola, que será apresentada pelo Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE), seguida com as reuniões de grupo B2B através da plataforma Zoom.

Para o terceiro dia está reservada uma sessão de assinatura de um memorando de entendimento entre a Wesgro e a AIPEX no seguimento das reuniões de grupo B2B.

Segundo o relatório do primeiro trimestre de 2020, do Banco Nacional de Angola (BNA), o saldo do investimento directo registou uma contracção de 60,5 por cento, ao passar de 674,2 milhões de dólares no quarto trimestre de 2019 para os 266 milhões no primeiro trimestre do ano em curso.

Este resultado, segundo o BNA, deveu-se, principalmente, à redução de novos investimentos no sector petrolífero, apesar também do abrandamento da recuperação dos investimentos.

No entanto, tendo em conta a estrutura da economia nacional, o investimento directo estrangeiro que ingressou no país durante o primeiro trimestre do ano em curso é maioritariamente do sector petrolífero, representando cerca de 98 por cento do valor do investimento bruto.

Quanto aos principais países de origem do investimento directo estrangeiro, para o sector petrolífero, destaca-se a França, EUA, Reino Unido, China, Itália e a Noruega, enquanto para o sector não petrolífero os principais países investidores foram a África do Sul, Rússia e a Alemanha.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.