Radio Calema
InicioAngolaPolíticaPGR atenta aos casos de corrupção

PGR atenta aos casos de corrupção

A Procuradoria-Geral da República está atenta e a investigar todos os casos de corrupção noticiados, afirmou hoje, em Luanda, o vice-procurador-geral da República, Mota Liz.

A Televisão Pública de Angola (TPA) e a TV Zimbo têm estado a exibir uma série de reportagens sobre o enriquecimento ilícito de figuras ligadas ao Governo.

Em declarações à imprensa na Assembleia Nacional, à margem da discussão do OGE/2021, o vice-procurador disse que a PGR está atenta, lembrando que alguns destes casos já têm processo em curso, enquanto outros serão investigados.

De acordo com o magistrado, para todas as denúncias públicas, desde que haja indício de crime, o Ministério Público deve abrir uma investigação.

Porém, prosseguiu, o sucesso da investigação depende da audácia e dos meios colocados à disposição de quem investiga.

Afirmou que todos os dias chegam às esquadras da polícia denúncias de casos de corrupção e “não apenas os mediáticas”, mas é necessário aperfeiçoar os métodos de investigação e preparação dos quadros.

Ainda no Parlamento, alguns deputados aplaudiram a iniciativa dos órgãos de comunicação social em publicar casos de corrupção.

O deputado da UNITA, Joaquim Nafoia, afirmou que, nesta altura, o mais importante é que os implicados na prática dos crimes de corrupção devolvam o dinheiro desviado.

Manuel Fernandes, da CASA-CE, enalteceu o trabalho da imprensa, pois “estão a cumprir bem o seu papel”.

No sentido contrário, João Pinto, do MPLA, critica esta série de reportagens, defendendo que os jornalistas devem ter em conta a presunção de inocência dos implicados.

Considera tratar-se de um programa direccionado aos deputados, quando devia ser direccionado a todos os servidores públicos, questionando, por isso, a sua utilidade: “procuram prevenir ou alertar o Ministério Público?”.

FonteAngop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.