- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África RDC: Em Lubumbashi, a população espera um melhor aproveitamento da realeza mineira

RDC: Em Lubumbashi, a população espera um melhor aproveitamento da realeza mineira

No segundo e último dia do Fórum Mineiro Indaba, encerrado no dia 19 de novembro, os funcionários das comunidades beneficiárias da realeza mineira tiveram que apresentar os projetos de interesse comunitário realizados até o momento. Segundo eles, algumas infra-estruturas foram construídas ou reabilitadas, como um posto de saúde, uma escola ou um necrotério. Mas as comunidades locais esperam mais.

Ocupando os distritos de Bel Air 2 e Bongonga, no município de Kampemba, Lubumbashi, está em construção uma ponte para ligar os dois distritos. Este é um dos projetos comunitários realizados com recursos da realeza mineira. “  Fizemos uma estrutura com colunas de concreto armado e uma correia ”, explica Guy Nkoy, gerente da obra. É uma ponte com vão de oito metros, largura de seis metros e capacidade de carga de 40 toneladas  ”.

Jeanne mora a menos de dois metros do rio. Na entrada de sua casa, ela ergueu um dique de quase 50 centímetros usando sacos de areia. Para ela, a prioridade continua sendo o combate às enchentes. “  Quando há um transbordamento, é perigoso para nós ”, explica ela. Às vezes nos vemos com a cama na água e aparelhos como o freezer levados pela corrente  ”. 

“  Deixe o município cuidar das nossas estradas  ”

Para os jovens do distrito, a autarquia deve dar prioridade à reabilitação das estradas. “  Ultimamente tem havido casos de roubo aqui, mas a polícia não consegue chegar ao nosso bairro por causa das más condições das estradas ”, disse um deles. Deixe o município cuidar das nossas estradas  ”.

Por sua vez, o bourgmestre da comuna de Kampemba indica que avança por etapas porque recebeu, em um ano, apenas dois milhões de dólares. Mas a sociedade civil de Katanga censura-o por ter dedicado um quarto desta quantia à reparação do seu gabinete.

► Veja também:  RDC: em Lubumbashi, sociedade civil indigna-se com a gestão dos royalties da mineração

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.