- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Política Novos partidos políticos no horizonte em Angola

Novos partidos políticos no horizonte em Angola

Analistas questionam surgimento de mais duas formações lideradas por pessoas oriundas da UNITA.

O cenário político em Angola pode alargar-se com novos partidos, embora o Tribunal Constitucional (TC) tenha negado recentemente a legalização do projecto político liderado por Abel Chivukuvuku, o Pra-Já – Servir Angola.

As mais recentes tendências são o Partido Humanista de Angola (PHA), iniciativa de Bela Malaquias, e Njango, ligado a Dinho Chingunji, duas figuras políticas oriundas do maior partido na oposição a UNITA.

As duas formações preparam-se para apresentar o seu processo de legalização no TC.

O analista político Olivio Quilumbo admite que possa existir mãos por detrás destas figuras, enquanto alguém com o potencial político de Abel Chivukuvuku não consegue ver o seu partido legalizado.

“Pode haver vontades deliberadas de facilitar o surgimento de novas forças políticas para dispersar a atenção do voto de qualidade na figura do actual presidente da UNITA e mesmo na de Abel Chivukuvuku, que são nesta altura, do ponto de vista do perfil e contexto político, figuras competentes para a Presidência da República nas próximas eleições”, justifica.

Por seu lado, o jurista Pedro Caparakata entende que tanto o PHA como o Njango “são células de partidos que já existem e que perante o povo apresentam-se como autónomos, mas na verdade são partidecos usados para atrapalhar o cenário e reforçar o actual sistema político de partidarização”.

Outra leitura tem o politólogo Agostinho Sikatu, quem diz não acreditar que no actual cenário político outro partido possa sobreviver, além do MPLA e da UNITA.

“Quem não é aliado directo da UNITA só pode ser aliado directo do MPLA, é assim que funciona aqui, fica muito difícil neste momento um novo partido permanecer no actual cenário, a não ser que seja um fenómeno, aliás nós vimos por exemplo partidos como a APN que apareceram antes das eleições e que praticamente desapareceram”, aponta.

Além dessas iniciativas, o rapper Brigadeiro 10 Pacotes está a liderar um projecto de criação de um partido político chamado o Crentes-PJ.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.