- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política FNLA Secretário-geral tenta tirar FNLA da letargia

Secretário-geral tenta tirar FNLA da letargia

O novo secretário-geral da FNLA, Aguiar Laurindo, apresentou, ontem, em Luanda, os tópicos de um programa de acção que visa tirar o partido da letargia, até Junho do próximo ano, altura em que o partido realiza o quinto congresso daquela formação política.

O programa de acção, apresentado em conferência de imprensa, assenta na reorganização, bom funcionamento e dinamização das estruturas do partido. Estes pressupostos, segundo Aguiar Laurindo, estão fundamentados em dois pilares: político-administrativo e técnico-funcional.

O primeiro pilar, disse, visa difundir, por todo o país e junto da população, as ideias do partido, através de várias actividades, contando-se, para tal, com as organizações de massa, a AMA e a JFNLA. O segundo tem a ver com a criação de condições técnicas indispensáveis para o bom funcionamento do partido.

Eleito pelo Comité Central, em finais de Outubro, depois da demissão de Pedro Dala, acusado de tentativa de destituição do presidente, nepotismo e desvio de dinheiro do partido, Aguiar Laurindo apelou à colaboração de todos os dirigentes e militantes para um trabalho de equipa. Afirmou que, só unidos, vai ser possível dar outro dinamismo ao partido fundado por Holden Roberto.

Os dirigentes da FNLA afastam o cenário de extinção do partido nas eleições gerais de 2022. Optimista pelo seu trabalho, o secretário-geral lança uma mensagem de esperança. “Daremos tudo para uma mudança para o melhor que seja possível e traga uma esperança de estarmos a dinamizar o partido”, disse.

O líder do órgão executivo do “partido dos irmãos” compromete-se a privilegiar a liderança inclusiva, modernidade e gestão participativa, garantindo, igualmente, transparência, lisura e probidade.

Ainda são visíveis divergências entre a direcção e algumas alas da FNLA, mas o secretário para a Informação e Mobilização, Mfinda Matubakana, afirmou que o partido conta apenas com aqueles que manifestem vontade de trabalhar para que o partido saia da situação em que se encontra.

Reafirmou que a direcção já não quer mais ouvir falar em alas, até porque houve abertura para que todos estivessem integrados. “A paz só se alcança com as pessoas de boa-fé”, sublinhou.

Na mesma esteira, o secretário para os Assuntos Políticos, Laiz Eduardo, esclareceu que Pedro Dala não foi afastado dos órgãos do partido, mas apenas da liderança da secretaria geral, pelo que é livre de participar nas reuniões e, inclusive, concorrer à liderança.

- Publicidade -
- Publicidade -

Potencial petrolífero é de 40 mil milhões de dólares

As empresas angolanas do sector petrolífero apenas aproveitam cerca de 10 por cento do potencial estimado em 40 mil milhões de dólares que a...
- Publicidade -

França quer punir delito de “ecocídio”

Proposta apoiada pelo governo prevê pena de até dez anos de prisão e multa de até 4,5 milhões de euros para quem causar danos...

Burkina Faso: Jihadistas impedem o voto de 300 mil eleitores

As eleições presidenciais e legislativas no Burkina Faso tiveram lugar num contexto de ameaças de grupos radicais islâmicos. Não houve registo de violência na...

Obras do novo Aeroporto Internacional de Luanda retomadas em Janeiro de 2021 e sem financiamento adicional, garante ministro dos Transportes

As obras do novo aeroporto internacional de Luanda vão ser retomadas no princípio de 2021 e serão concluídas no prazo de dois anos, garantiu...

Notícias relacionadas

Potencial petrolífero é de 40 mil milhões de dólares

As empresas angolanas do sector petrolífero apenas aproveitam cerca de 10 por cento do potencial estimado em 40 mil milhões de dólares que a...

França quer punir delito de “ecocídio”

Proposta apoiada pelo governo prevê pena de até dez anos de prisão e multa de até 4,5 milhões de euros para quem causar danos...

Burkina Faso: Jihadistas impedem o voto de 300 mil eleitores

As eleições presidenciais e legislativas no Burkina Faso tiveram lugar num contexto de ameaças de grupos radicais islâmicos. Não houve registo de violência na...

Obras do novo Aeroporto Internacional de Luanda retomadas em Janeiro de 2021 e sem financiamento adicional, garante ministro dos Transportes

As obras do novo aeroporto internacional de Luanda vão ser retomadas no princípio de 2021 e serão concluídas no prazo de dois anos, garantiu...

Sonangol e Endiama serão parcialmente privatizadas até 2022

O Governo vai dispersar em bolsa uma parte das empresas petrolífera e diamantífera Sonangol e Endiama em 2021 ou no início de 2022, disse...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.