- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Política Grandes Lagos: João Lourenço pede "resposta colectiva" a desafios modernos

Grandes Lagos: João Lourenço pede “resposta colectiva” a desafios modernos

Angola assumiu, pela segunda vez, a presidência rotativa, por dois anos, da Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos. Presidente angolano apelou a trabalho conjunto para erradicar grupos armados.

O chefe de Estado angolano, que discursava esta sexta-feira (20.11) no final da 8.ª cimeira da Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos, realizada por videoconferência, disse que o seu mandato ficará marcado por fazer respeitar os acordos de paz concluídos na região e trabalhar para o levantamento das sanções impostas contra o Burundi, bem como o combate ao inimigo comum, a Covid-19.

João Lourenço, que agradeceu o voto de confiança, sublinhou que Angola assume esta responsabilidade num momento marcado por inúmeros desafios, incluindo a pandemia de Covid-19, os conflitos que causam instabilidade, sem esquecer a luta comum para o desenvolvimento económico e social.

“A República de Angola acredita que a resposta coletiva a estes desafios consiste na tomada de ações concretas para materializar o tema escolhido para esta cimeira: Favorecer a implementação do pacto sobre segurança, a estabilidade e o desenvolvimento na Região dos Grandes Lagos, fortalecendo a cooperação económica regional e o desenvolvimento”, referiu o Presidente angolano.

- Publicidade -
- Publicidade -

Potencial petrolífero é de 40 mil milhões de dólares

As empresas angolanas do sector petrolífero apenas aproveitam cerca de 10 por cento do potencial estimado em 40 mil milhões de dólares que a...
- Publicidade -

França quer punir delito de “ecocídio”

Proposta apoiada pelo governo prevê pena de até dez anos de prisão e multa de até 4,5 milhões de euros para quem causar danos...

Burkina Faso: Jihadistas impedem o voto de 300 mil eleitores

As eleições presidenciais e legislativas no Burkina Faso tiveram lugar num contexto de ameaças de grupos radicais islâmicos. Não houve registo de violência na...

Obras do novo Aeroporto Internacional de Luanda retomadas em Janeiro de 2021 e sem financiamento adicional, garante ministro dos Transportes

As obras do novo aeroporto internacional de Luanda vão ser retomadas no princípio de 2021 e serão concluídas no prazo de dois anos, garantiu...

Notícias relacionadas

Potencial petrolífero é de 40 mil milhões de dólares

As empresas angolanas do sector petrolífero apenas aproveitam cerca de 10 por cento do potencial estimado em 40 mil milhões de dólares que a...

França quer punir delito de “ecocídio”

Proposta apoiada pelo governo prevê pena de até dez anos de prisão e multa de até 4,5 milhões de euros para quem causar danos...

Burkina Faso: Jihadistas impedem o voto de 300 mil eleitores

As eleições presidenciais e legislativas no Burkina Faso tiveram lugar num contexto de ameaças de grupos radicais islâmicos. Não houve registo de violência na...

Obras do novo Aeroporto Internacional de Luanda retomadas em Janeiro de 2021 e sem financiamento adicional, garante ministro dos Transportes

As obras do novo aeroporto internacional de Luanda vão ser retomadas no princípio de 2021 e serão concluídas no prazo de dois anos, garantiu...

Sonangol e Endiama serão parcialmente privatizadas até 2022

O Governo vai dispersar em bolsa uma parte das empresas petrolífera e diamantífera Sonangol e Endiama em 2021 ou no início de 2022, disse...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.