Radio Calema
InicioEconomiaFeira de fomento à produção arrecada 12 milhões de Kwanzas

Feira de fomento à produção arrecada 12 milhões de Kwanzas

A feira de fomento à produção agrícola, realizada, há dias, no município do Bailundo, arrecadou um total de doze milhões de kwanzas, resultante da comercialização de milho, feijão, ovos, banana, ananás e outros produtos colocados à disposição por cem expositores, provenientes dos 11 municípios da província do Huambo.

O vice-governador do Huambo para o sector Político, Social e Económico considerou de “animador e incentivador” o resultado alcançado no final da feira, que visa, “em contacto directo com os produtores, fomentar a agricultura nos municípios da província, de maneira que os camponeses tenham a possibilidade de comercializar os produtos em melhores condições”.

José Cornélio assegurou que foram, durante os dois dias da feira, firmados vários contratos de fornecimento de inputs e material agrícola, através do INAPEM, para estimular a participação de produtores e possam, em próximos eventos, mostrar o potencial agrícola e pecuário de cada circunscrição, de modo a alcançar oportunidades de negócios, bem como firmar parcerias com compradores singulares e empresários.

“Há necessidade de se alavancar as acções produtivas das comunidades para garantir o bem-estar social e económico, assentes nos dois pilares fundamentais: agricultura como a base e a indústria como factor decisivo”, avivou José Cornélio, acrescentando que o desenvolvimento da agricultura e da pecuária contribui, também para a geração de emprego e impede o êxodo rural.

Os cem expositores, em representação dos 11 municípios da província do Huambo, venderam, de acordo com os dados avançados pela comissão organizadora, feijão a rondar os seis milhões, milho de três milhões kwanzas, ovos de 500 mil kwanzas, sendo o restante valor, dos doze milhões de kwanzas arrecadados, distribuído com a compra de banana, ananás e outros produtos.

Carlos Mbapolo, visitante da feira, considerou a iniciativa de “interessante para o fomento da produção agrícola”, porque, disse, “isto incentiva os camponeses a cultivarem mais” por estarem seguro de terem um local próprio para comercializar os produtos. “É preciso que se ajude, de maneira atempada, os produtores com adubos, amónio, entre outros produtos, para que a produção não tenha atraso”, defendeu.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.