- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Covid-19 Mais 203 casos positivos e quatro óbitos em 24 horas

Mais 203 casos positivos e quatro óbitos em 24 horas

Angola registou, nas últimas 24 horas, 203 casos da Covid-19, quatro óbitos e a recuperação de 59 pacientes, informou, ontem, em Luanda, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

No habitual encontro com jornalistas no Centro de Imprensa Aníbal de Melo (CIAM), sobre a evolução da pandemia no país, Franco Mufinda esclareceu que dos casos anunciados 119 foram registados em Luanda, 50 no Cuanza-Norte, 11 no Cuando Cubango, 10 no Huambo, nove em Benguela e quatro na província do Bié.

De acordo com o secretário de Estado, os novos infectados têm idades entre 1 e 70 anos, sendo 136 do sexo masculino e 67 do sexo feminino.

Na capital do país, os casos foram notificados nos municípios de Belas, Cazenga, Quiçama, Kilamba Kiaxi, Viana e nos distritos urbanos da Ingombota, Samba, Sambizanga e da Maianga.

Em relação às mortes, o secretário de Estado informou que ocorreram nas províncias de Luanda, Malanje, Cunene e Huambo, com um caso cada. Trata-se de cidadãos nacionais com idades entre 34 e 72 anos.

Relativamente aos recuperados, Franco Mufinda referiu que 30 foram no Uíge, 17 no Cunene e 12 na província de Luanda. Com estes dados, o país contabiliza 13.818 casos confirmados, dos quais 328 óbitos, 6.582 recuperados e 6.908 activos.

Deste número, nove estão em estado crítico a receber tratamento por ventilação mecânica invasiva, 10 em situação grave, 187 são considerados moderados, 393 têm sintomas leves e 6.309 assintomáticos.

O secretário de Estado para a Saúde Pública informou que nos centros de tratamento da Covid-19, a nível do país, estão internados 599 doentes. Em quarentena institucional estão 387 cidadãos e 4.274 sob investigação epidemiológica.

Nas últimas 24 horas, sete pessoas que estavam em quarentena institucional tiveram alta, sendo quatro no Cunene e três na província de Luanda. O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) registou 70 chamadas, todas relacionadas a pedidos de informação sobre a pandemia da Covid-19.

O laboratório de Biologia Molecular processou, nas últimas 24 horas, 2.879 amostras, das quais 203 foram positivas. Desde o início da pandemia, em Março, foram processadas 198.428 amostras, tendo 13.818 dado resultados positivos.

Franco Mufinda voltou a apelar aos cidadãos para o cumprimento rigoroso das medidas de biossegurança, nomeadamente o uso correcto da máscara facial, lavagem frequente das mãos com água e sabão ou higienizá-las com álcool em gel e a observância do distanciamento físico.

COMBATE À PANDEMIA: Descartada circulação comunitária em Malanje

O coordenador da sub-comissão de Saúde da Comissão Provincial de Resposta à Covid-19 em Malanje, Avantino Sebastião, descartou, ontem, a presença de circulação comunitária do vírus na província, face aos vínculos epidemiológicos dos pacientes.

Em conferência de imprensa, o responsável justificou não haver quaisquer evidências de circulação comunitária da Covid-19. Sublinhou que estudos estão a ser feitos para se apurar a origem dos casos, mas tudo indica serem importados.

Explicou que a seu tempo será apresentado o resultado da investigação e caso se afira a existência de circulação comunitária do vírus Sars-cov2 em Malanje, caberá ao Ministério da Saúde anunciar.

Aventino Sebastião esclareceu ainda que Malanje recebeu, nos últimos dias, mil testes rápidos, mas insuficientes para testagem massiva da população.

Para Aventino Sebastião, não há necessidade de se instalar cercas sanitárias nos bairros endémicos da cidade de Malanje, apesar de se registar a subida dos casos, uma vez que há dispersão dos casos.

Precisou que a cerca sanitária deve ser observada apenas em casos de se registar números altos da Covid-19 na mesma área ou muito próximas.

O responsável reiterou a necessidade de apoio moral às pessoas infectadas com Covid-19. Avantino Sebastião realçou que devido à estigmatização, muitos pacientes em isolamento domiciliar sentem-se deprimidos e evitam recorrer às unidades sanitárias para assistência, o que tem obrigado certas pessoas a procurar serviços de medicina tradicional.

Noutra vertente, Avantino Sebastião fez saber que a província conta com 25 técnicos de saúde infectados e que 150 recrutados no concurso público de 2019 estão mobilizados e treinados para combater a Covid-19 na província, caso a situação se agrave.

A província tem um registo de 2002 casos de coronavírus, com 190 activos (188 em isolamento domiciliar e três internados no centro de tratamento do bairro Cahala), 10 recuperados e dois mortos.

Actualmente encontram-se seis pacientes em quarentena domiciliar e um em regime institucional.A zona urbana e os bairros Maxinde, Vila Matilde, Ritondo, Cafukufuku, são os mais afectados.

HUÍLA: Gestores escolares recebem formação sobre biossegurança

Trinta gestores de escolas do município dos Gambos, na província da Huíla, participam, desde ontem, numa acção de formação sobre biossegurança.

A formação tem a duração de três dias e visa formar directores escolares em matérias de estratégia de apoio aos professores a sensibilizar e motivar os encarregados de educação e a comunidade, garantindo o direito à educação e ensino.

Em declarações à Angop, o formador provincial Justino Cangue informou que um dos objectivos da formação é dotar os docentes de conhecimentos sobre os procedimentos administrativos legais e sensibilização da comunidade escolar e das gestões de turmas em situação de pandemia.

Acrescentou que outro objectivo é desenvolver um plano de acção com ferramentas e instrumentos de apoio aos gestores escolares e orientar os professores a organizar actividades nas salas de aula no contexto da pandemia da Covid-19.

O município dos Gambos fica 156 quilómetros a sul da cidade do Lubango.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.