- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Luaxe consome mais de USD 200 milhões

Luaxe consome mais de USD 200 milhões

Mais de duzentos milhões de dólares norte-americanos foram investidos desde 2007, nos trabalhos de prospecção geológica do projecto mineiro do Luaxe, considerado um dos maiores kimberlite do mundo.

Segundo o sub-director de planeamento e serviços da Comissão de Gestão do projecto, foram feitos 149 poços, que corresponde a 44 mil metros perfurados, e retirados 20 milhões de metros cúbico de massa mineira, para se atingir o kimberlite.

Em declarações à imprensa, a propósito da evolução do projecto, o responsável informou que decorrem trabalhos de prospecção detalhada e de reavaliação da qualidade dos diamantes.

Disse que, após este processo, cuja conclusão está prevista para este ano, será realizado o estudo de viabilidade, consubstanciados em custos operacionais, entre outros aspectos inerentes à actividade mineira, para que o projecto comece a funcionar nas datas previstas (2021).

Para a conclusão de todo trabalho e permitir que a mina comece de facto a explorar, será necessário o mesmo investimento (200 milhões de dólares).

O projecto Luaxe está localizado na região leste do país, entre as províncias da Lunda Norte e Lunda Sul. Tem uma extensão de cerca de 1.195 quilómetros quadrados, cujos accionistas são a Sociedade Mineira de Catoca, Endiama e a Alrosa.

A mina que dista a 25 quilómetros de Catoca, terá uma profundidade de 400 metros, uma vida útil de 30 anos, podendo vir a produzir 350 milhões de quilates e garantir mais de dois mil empregos, 600 dos quais na primeira fase.

Caso as previsões se revelam correctas, a produção máxima da mina será superior a 8 milhões de quilates/ano, acima dos mais de 9 milhões gerados actualmente em todo o país.

- Publicidade -
FonteANGOP
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.