- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Política Autoridades alemães solidárias com os activistas angolanos e garantem defesa dos Direitos...

Autoridades alemães solidárias com os activistas angolanos e garantem defesa dos Direitos Humanos

Cinco activistas angolanos entre eles Nelson Adelino Dembo (Gangsta), Isidro Fortunato, Jerônimo Nsissa, Dito Dalí e o Gika Tetembwa, participaram ontem, 10, na primeira audiência de auscultação entre estes actores da sociedade civil angolana e da comunidade internacional, na pessoa das autoridades alemães para discutir e formar mediadores de conflitos nas comunidades.

O encontro teve lugar online tendo em conta as limitações de viagens impostas pela pandemia da Covid-19 e é de iniciativa do Embaixador para a Paz Mundial, João Kanda Bernardo, através da sua campanha “Peaceful Society“ que decorre até Maio de 2023.

Segundo o comunicado de imprensa enviada à redação do Factos Diários, os activistas acima citados abraçam esta campanha cujos objectivos é promover uma cultura de tolerância e de convivência democrática saudável na sociedade angolana.

“Os dois pilares fundamentais desta campanha são: formar mediadores de conflitos nas comunidades e promover, de seis em seis meses, audiências de auscultação, entre actores relevantes da sociedade civil angolana e da comunidade internacional, a fim de permitir que os aliados de Angola compreendam melhor os problemas de Angola e tomem posições mais eficazes, com a finalidade de buscar soluções, que possam contribuir para uma melhor interpretação e aplicação do “ius Regni“ e “ius Maestatis“ neste país que celebra o calar das armas desde 2002”, disse o comunicado.

Angola é um membro da comunidade internacional, através das Nações Unidas e outras instituições, razão pela qual esta solidariedade para com os povos é imperial para uma harmonia internacional.

Sabendo que a Alemanha é uma voz muito importante na Diplomacia mundial e também enquanto um país que actualmente preside o conselho da União Europeia, os activivista angolanos durante a sua abordagem com o Ministério das Relações Exteriores da República Federal da Alemanha Heiko Maas, relataram a actual situação de direitos humanos no país, a destacar a repressão nas manifestações, prisões arbitrárias, julgamentos sumários, mortes e a corrupção endémica que envolve membros do executivo angolano.

Uma outra questão que mereceu a máxima atenção das autoridades alemães, é o atentado sofrido pelo activista Isidro Fortunato ocorrido no dia 09 deste mês, quando este foi interpelado por quatro indivíduos
estranhos na sua residência.

As autoridades alemães solidarizam-se com os activistas angolanos e confidenciaram os contactos diplomáticos que o governo alemão vai fazendo com o seu homólogo angolano para se encontrar as melhores formas de defesa de direitos humanos num país que registrou muita violência desde a sua independência.

De realçar que o Embaixador Kanda, enquanto Pacificador Universal e mediador de conflitos, manteve contacto com Governos de três potências mundialmente destacadas com a finalidade de enquanto aliados de Angola acompanharem a evolução da situação social e de direitos humanos no país e garantir a protecção da integridade física de todos os críticos do Governo. Neste âmbito, outros encontros com outros Governos já estão agendados para os próximos dias.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.