- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Médicos voluntários assistem comunidades no Rocha Pinto

Médicos voluntários assistem comunidades no Rocha Pinto

A Associação de Apoio aos Jovens Comunitários (Jucarente), procedeu, quinta-feira, em Luanda, à apresentação de sete médicos voluntários que vão passar a prestar assistência à comunidade do Rocha Pinto, distrito Urbano da Maianga, no âmbito do seu objecto social.

O corpo médico, que actuará no Quarteirão 1 do bairro, é composto por uma médica de clínica geral, quatro biomédicos e dois psicólogos.

O presidente da associação, José Gombo, disse que o grupo iniciará a actividade com o rastreio de casos de malária em gestantes, diabetes em idosos e outras doenças em adultos e crianças, dos zero aos cinco anos.

O objectivo, sustentou, é identificar as doenças prevalentes naquela localidade, os factores de risco e estimular os munícipes a práticas de boa higiene e à prevenção de factores de risco específicos, como desnutrição e gravidez na adolescência.

Segundo o presidente da Jucarente, foram cadastradas 2.884 famílias, sendo 962 homens, 1.108 mulheres, 406 crianças menores de 5 anos e 408 com mais de 5.

Além das consultas, serão desenvolvidas palestras sobre os vícios do tabagismo, alcoolismo, doenças do fórum mental, educação infantil e doenças sexualmente transmissíveis.

José Gombo informou que a iniciativa faz parte do projecto “SOS VIZINHO”, enquadrada no esforço da organização para dar resposta às emergências, buscas e identificação activa de doentes nas comunidades mais carentes.

Rossana Tati, médica de clínica geral, disse que está satisfeita por fazer parte do projecto, que visa levar a prevenção e melhoria da saúde naquela comunidade.

Referiu que atenderá crianças até aos cinco anos e se considera bastante feliz por estar a praticar a profissão que sempre teve como um sonho.

José Gombo referiu que o projecto “SOS VIZINHO” já distribuiu 232 cestas básicas em famílias carentes, realizou 239 consultas de medicina, 94 de pediatria, efectuou 172 testes de malária, 26 de hipertensão arterial, 6 de gripe comum e de infecção urinária.

O projecto também disponibilizou duas toneladas de álcool em gel à Administração do Rocha Pinto para apoio às unidades sanitárias da comunidade.

- Publicidade -
FonteJA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.