- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África Côte D´Ivoire e a contestação às presidenciais: Guillaume Soro exorta o...

Côte D´Ivoire e a contestação às presidenciais: Guillaume Soro exorta o exército a uma “investida” contra Alassane Ouattara

A Jeune Afrique faz referência a um comunicado divulgado nas redes sociais, segundo o qual, o ex-presidente da Assembleia Nacional apela ao estabelecimento de uma transição e pede às forças de defesa e segurança que bloqueiem Alassane Ouattara.

Em privado, Alassane Ouattara não esconde, que entre os vários opositores que disputaram a reeleição para um terceiro mandato, há um que suscita a sua desconfiança  e  que não gostaria de ouvir.  E esse alguém é Guillaume Soro.

Na noite de quarta-feira, segundo a Jeune Afrique, o seu ex-aliado, no exílio desde a violenta separação em 2019, certamente irritou ainda mais o Chefe de Estado da Costa do Marfim. Num discurso à nação publicado na sua página do Facebook, seguido ao vivo por cerca de 50 mil pessoas, Guillaume Soro acusou severamente o que chama de “ex-presidente”, o homem que, segundo ele, detém o “padrão mental de todos os ditadores tropicais ”.

“Vacatura do poder presidencial”

«Perante a flagrante violação da nossa Constituição, do sangue dos nossos compatriotas que se derrama todos os dias e do vergonhoso perjúrio de que foi culpado o ex-presidente, decidi assumir a responsabilidade e falar abertamente», Soro começa, vestido com um terno azul marinho completo em frente a uma bandeira da Costa do Marfim.

O dirigente das Gerações e Povos Solidários (GPS),  “que viu rejeitada pelo Conselho Constitucional a sua candidatura às eleições presidenciais de 31 de Outubro, continua a estimular a “mobilização exemplar” dos seus compatriotas “que permitiu derrotar a pior farsa campanha eleitoral da nossa nação, lamentavelmente orquestrada por Alassane Ouattara engajado em sua aventura frenética e perigosa de permanecer no poder ”.

Recusando qualquer legitimidade ao presidente cessante e considerando que o seu país se encontra agora numa situação de “poder presidencial vago”, Soro denuncia a “repressão brutal” que visa os vários líderes da oposição que anunciaram na segunda-feira a sua adesão a um “Conselho Nacional de Transição” presidido pelo ex-presidente Henri Konan Bédié.

Na tarde de terça-feira, a polícia e a “gendarmerie prenderam cerca de 20 familiares do líder do Partido Democrático da Costa do Marfim (PDCI) em sua casa em Abidjan” – casa desde então colocada como prisão domiciliar como a de vários outros oponentes.

“Dada a caçada aos principais dirigentes da CNT, decido com toda a responsabilidade participar da continuidade do trabalho iniciado, contribuindo para a efetiva constituição dos órgãos de transição”, diz Soro. Com todas as forças vivas de nossa nação, lideraremos a transição democrática com vistas a eleições livres, inclusivas e transparentes.

O ex-líder da rebelião das Forces Nouvelles (FN), a quem Ouattara e seu círculo íntimo acusam há meses de tentativas de desestabilização, é ainda mais ofensivo, ao “falar diurectamente às forças de defesa e segurança, pedindo-lhes  para bloquear Alassane Ouattara.

“Vocês me conhecem, queridos soldados […]. Gostaria de dizer que não podemos, não devemos, por medo e covardia, permitir que a ditadura do clã de Alassane Ouattara se estabeleça definitivamente […]. É por isso que peço a vocês, soldados, suboficiais, oficiais, oficiais superiores e oficiais gerais do nosso exército, que olhem para vocês no espelho de sua alma e de sua consciência e ajam para impedir as matanças, para agirem e restaurarem a paz e a harmonia, agir para restaurar nossa Constituição à sua nobreza. “

Afirmando que Ouattara “esgotou o seu segundo e último mandato” e que “já não pode exercer os cargos e a função de Chefe de Estado”, Soro conclui pedindo-lhes, “em honra e dignidade”, “Para acabar com o espectro da guerra civil que ameaça diariamente o nosso país”.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.