- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Eleição EUA: Líderes europeus instam candidatos a aguardarem contagem de votos

Eleição EUA: Líderes europeus instam candidatos a aguardarem contagem de votos

Os líderes europeus estão cautelosos e a aguardar o desenrolar dos acontecimentos nos Estados Unidos. E instam os líderes norte-americanos a esperar até ao final da contagem dos votos. Apesar de ainda não ser conhecido o vencedor, Donald Trump já reclamou a vitória.

O chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Josep Borrell, considera que, enquanto se aguarda o resultado das eleições presidenciais norte-americanas, o bloco comunitário está disponível “para continuar a construir uma forte parceria transatlântica”, independentemente do vencedor.

“O povo americano falou. Enquanto esperamos pelo resultado das eleições, a União Europeia permanece disponível para continuar a construir uma forte parceria transatlântica, baseada nos nossos valores e história comuns”, escreveu Josep Borrell numa publicação na rede social Twitter.

Alemanha não estava preparada
Na Alemanha, o presidente da Comissão de Relações Exteriores, Norbert Röttgen, admite que os resultados, conhecidos até agora, apanharam o país desprevenido. “Não estávamos preparados para isto”.

Já Peter Altmaier, aliado político próximo da chanceler alemã, Angela Merkel, afirma que teme “que, se for um resultado próximo, haverá uma discussão muito, muito longa. Independentemente de quem vença, é mau que a campanha eleitoral dos EUA tenha sido conduzida principalmente em questões internas”.

O resultado “desta eleição ainda não foi decidido, os votos ainda estão a ser contados”, observou a dirigente democrata-cristã Annegret Kramp-Karrenbauer, em declarações à estação de televisão pública alemã ZDF. Os Estados Unidos podem estar à beira de “uma crise constitucional”, acrescentou.

Para Robert Habeck, líder do partido alemão Verdes afirma: “Se Trump vencer, a ordem global mudará fundamentalmente. A Europa deve estar unida. Se não, não terá um papel internacional”.

Relações EUA e Reino Undo “em óptima forma”
No Reino Unido, o primeiro-ministro Boris Johnson afirma que o seu Governo não “comenta processos democráticos de amigos e aliados.

Já o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, Dominic Raab, afirmou que as relações entre o Reino Unido e os Estados Unidos estão “em ótima forma” e sairão fortalecidas seja qual for o vencedor nas eleições norte-americanas.

Em declarações à estação de televisão Sky News, Dominic Raab salientou que as relações entre o Reino Unido e os Estados Unidos vão fortalecer-se quer seja o republicano Donald Trump ou o democrata Joe Biden a vencer as eleições.

Os laços com os EUA “ficarão cada vez melhores”, disse Raab à Sky News, escusando-se a fazer comentários antes de acabar a contagem dos votos.

O chefe da diplomacia britânica disse que confia no sistema eleitoral norte-americano e que neste momento o resultado “está muito próximo”, pelo que não descartou que se poderá demorar dias a descobrir quem ganhou estas eleições.

“Veremos como isso vai acabar. Acho que será uma disputa muito cerrada. Podemos não ter um resultado final em horas, talvez dias”, acrescentou o ministro, cujo governo conservador espera negociar um amplo acordo comercial com os EUA depois da saída oficial do Reino Unido da União Europeia em 31 de janeiro.

Eslovénia felicita Trump
O primeiro-ministro esloveno, Janez Jansa, felicitou o Presidente dos EUA pela sua “reeleição”, depois de Donald Trump se ter declarado vencedor das presidenciais antes do final da contagem dos votos.

“É claro que os norte-americanos elegeram Donald Trump”, escreveu o chefe do Governo esloveno e líder do partido anti-imigração SDS, numa mensagem divulgada hoje na rede social Twitter.

Janez Jansa, em conjunto com o seu homólogo e aliado húngaro, Viktor Orban, foi um dos únicos líderes europeus a apoiar a candidatura de Donald Trump, tendo considerado que o candidato democrata, Joe Biden, seria “o presidente mais fraco da história dos Estados Unidos”.

- Publicidade -
FonteRTP
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.