InicioMundo LusófonoBrasilSuspeito de esconder celular em busca da nona fase da Operação Calvário...

Suspeito de esconder celular em busca da nona fase da Operação Calvário é preso pela PF, na PB

Aparelho foi localizado na casa de ex-assessor de conselheiro do Tribunal de Contas da Paraíba. Operação investiga esquema de desvio de recursos da saúde e da educação no estado.

A Polícia Federal cumpriu mandado de prisão no início da noite desta quarta-feira (28) contra o ex-assessor do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), Sérgio Ricardo de Ribeiro Gama Filho, conforme informações do Jornal da Paraíba. Ele é suspeito de esconder um celular dentro de um vaso de planta durante uma ação de busca e apreensão, realizada por meio da Operação Calvário, no apartamento em que ele mora em João Pessoa.

A prisão foi determinada pelo ministro Francisco Falcão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O suspeito e o pai dele são ex-assessores do conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Arthur Cunha Lima.

Eles foram alvos da nona fase da Operação Calvário, desencadeada na terça com participação do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba, Ministério Público Federal, Polícia Federal e Controladoria-Geral da União (CGU).

Conforme informações apuradas pelo Jornal da Paraíba, a prisão foi determinada cautelarmente por causa da suposta tentativa de ocultação de provas por parte do suspeito.

Na etapa deflagrada na terça-feira, a PF e o MPF buscavam provas de crimes de lavagem de dinheiro que teriam sido praticados pelo conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba Arthur Paredes Cunha Lima e por pessoas ligadas a uma das organizações sociais que teriam recebido propina de fornecedores.

FonteG1

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.