- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia FACRA dispõe de 4 mil milhões de kwanzas para financiar empreendedores

FACRA dispõe de 4 mil milhões de kwanzas para financiar empreendedores

O Fundo Activo de Capital de Risco Angolano (FACRA) exortou às sociedades e cooperativas de micro-crédito, a serem mais ágeis na concessão de empréstimos aos empreendedores e comerciantes.

De acordo com o coordenador da Comissão de Reestruturação do FACRA, Teodoro Poulson, que falava ao Jornal de Angola, afirmou que a agilidade na concessão de micro-crédito vai permitir aliviar as consequências da pandemia da Covid-19 aos empreendedores.

Teodoro Poulson assegurou que em cumprimento ao disposto no Decreto Presidencial 98/20, de 9 de Abril, o FACRA foi orientado a financiar as sociedades de micro-crédito e cooperativas de crédito com um montante de quatro mil milhões de kwanzas.

Teodoro Poulson assegurou que com esta linha de financiamento, aguarda-se mais rigor nas operações para que se consiga dinamizar a actividade das microempresas, incentivar a criação de emprego e auto-emprego, reduzir as assimetrias regionais,a informalidade na economia e permitir simultaneamente o aumento da inclusão financeira e social.

“As sociedades de microcrédito e cooperativas de crédito devem agir seguindo sempre a linha de actuação, mas sem interferir na sua própria forma de actuar”, disse. Por isso, assegurou, vai ser feito um acompanhamento através de mecanismos próprios, nomeadamente, pelo Comité de Acompanhamento e Supervisão, que terá a missão de monitorar e avaliar a todo o tempo, o desempenho da OMC, especialmente no que se refere à̀ estratégia e políticas de disponibilização de microcrédito às micro-empresas e micro-empreendedores.

Através do Sistema Integrado de Gestão da Operacionalização do Microcrédito (SIGOM) e por via de relatórios de actividades mensais sobre o ponto de situação de todos os pormenores relativos à operação, o FACRA também vai acompanhar o processo de concessão de micro-crédito.

No que toca à documentação para a concessão de micro-crédito, Teodoro Poulson afirmou que devem os empreendedores apresentarem o Bilhete de Identidade (BI), Cédula de Nascimento, Cartão eleitoral, Cartão de Baptismo, documentos da empresa. O coordenador da Comissão de Reestruturação do FACRA reiterou que os empreendedores estão em pé de igualdade, para concorrer ao financiamento, visto que a ideia é atingir o maior número de empreendedores possíveis.

“É importante referir que as empresas e as famílias fazem parte da estratégia do Executivo, o que pretendemos é a transferência destes grupos no sector formal da economia, ou seja, levá-los a bancarizar os seus rendimentos e cumprirem com as normas das instituições afins, como por exemplo o alvará, licenças e outros documentos necessários para o exercício de uma actividade económica”, disse.

Sobre o estado actual do FACRA, Teodoro Poulson garantiu que a instituição neste preciso momento encontra-se em reestruturação, com o objectivo de se implementar um modelo de gestão mais adaptado ao actual contexto da economia. Este modelo, salientou, vai permitir alcançar os objectivos decorrentes da sua missão, que é contribuir para o processo de diversificação da economia, geração de emprego qualificado, aumento da produção nacional e da competitividade das MPME.

- Publicidade -
FonteJA
- Publicidade -

Analistas instam Governo moçambicano a investir em políticas efectivas para a juventude

Estudos apontam desemprego, falta de oportunidades e pobreza como factores que "facilitam" o recrutamento de jovens por grupos terroristas Vários estudos e pesquisadores apontam para...
- Publicidade -

Caso Alex Saab: Autoridades cabo-verdianas “pesam” cumprimento ou não de acórdão do Tribunal da CEDEAO

Juristas dizem não haver "obrigatoriedade" no cumprimento do acórdão que mandou colocar enviado especial da Venezuela em prisão preventiva O acórdão do Tribunal da Comunidade...

Diamante rosa do Lulo resulta em três pedras

A lapidação de um diamante rosa bruto de 46 quilates, recuperado na mina do Lulo, Lunda-Norte, em Maio de 2018, deu lugar a três...

Última Hora: Explosão em refinaria na África do Sul provoca grande incêndio

Uma explosão numa refinaria de petróleo na cidade de Durban, na África do Sul, às primeiras horas da manhã, causou um grande incêndio, originando...

Notícias relacionadas

Analistas instam Governo moçambicano a investir em políticas efectivas para a juventude

Estudos apontam desemprego, falta de oportunidades e pobreza como factores que "facilitam" o recrutamento de jovens por grupos terroristas Vários estudos e pesquisadores apontam para...

Caso Alex Saab: Autoridades cabo-verdianas “pesam” cumprimento ou não de acórdão do Tribunal da CEDEAO

Juristas dizem não haver "obrigatoriedade" no cumprimento do acórdão que mandou colocar enviado especial da Venezuela em prisão preventiva O acórdão do Tribunal da Comunidade...

Diamante rosa do Lulo resulta em três pedras

A lapidação de um diamante rosa bruto de 46 quilates, recuperado na mina do Lulo, Lunda-Norte, em Maio de 2018, deu lugar a três...

Última Hora: Explosão em refinaria na África do Sul provoca grande incêndio

Uma explosão numa refinaria de petróleo na cidade de Durban, na África do Sul, às primeiras horas da manhã, causou um grande incêndio, originando...

A vaidade e a falta de humildade de quem diz que o País não tem recursos – Ramiro Aleixo

Uma governação que herda um passivo de crise tão elevado, que obriga os seus cidadãos ao pagamento tão doloroso de uma divida que não...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.