- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Política Manifestação: Tribunal está a interrogar os detidos à porta fechada - Por...

Manifestação: Tribunal está a interrogar os detidos à porta fechada – Por dia serão ouvidos cerca de 20 cidadãos

Entre os primeiros cidadãos, do grupo dos 103 detidos, ouvidos esta terça-feira no Tribunal Provincial de Luanda “Palácio D. Ana Joaquina”, está o secretário-geral da Juventude Unida Revolucionária de Angola (JURA) num julgamento sumário co forte mediatização mas ao qual os jornalistas não estão autorizados a acompanhar no interior da sala da 3ª secção deste tribunal.

Do primeiro grupo de 27 detidos, até perto das 17:00, tinham sido ouvidos apenas sete no âmbito da sua participação na manifestação de Sábado, 24, organizada pela sociedade civil e com o apoio da UNITA e do Bloco Democrático, fortemente reprimida pela polícia.

Enquanto decorrem os interrogatórios, manifestantes e familiares dos detidos continuam em frente do TPL a protestarem contra a atitude da Polícia Nacional que ao fim da tarde voltou a dispersar os manifestantes com gás lacrimogénio.

A sessão teve início por volta das 14:30, depois de quatro horas de atrasos devido há um caso positivo da Covid-19, que ocorreu no seio dos detidos.

Porque foram detidos e o que fizeram são as preguntas colocadas pelo juiz aos primeiros réus, que afirmaram nada terem feito para serem detidos no Sábado, aquando da manifestação.

No exterior do “Palácio D. Ana Joaquina”, tal como na segunda-feira, estavam, até perto das 19:00, várias dezenas de amigos e familiares dos detidos, que exigem a libertação imediata e incondicional dos jovens em julgamento, sob olhar atendo da PN que já reforçou o número de efectivos, como constatou o Novo Jornal no local.

A polícia chegou mesmo a usar gás lacrimogéneo para dispersar as pessoas que estavam concentradas nas imediações do tribunal.

Entretanto, este caso tem todos os condimentos para se prolongar no tempo, visto que os 103 detidos vão todos ser ouvidos neste tribunal, estando apenas a ser ouvidos 27 hoje, os mesmos que ontem foram colocadas na sala da 3ª secção, os mesmos que, provavelmente, amanhã, voltarão a esta mesma sala.

Entre 103 os detidos então 13 mulheres, entre adolescentes, jovens e adultas, sendo que duas delas estão em estado de gestação e queixam-se de estarem a ser maltratadas pelas autoridades.

- Publicidade -
FonteNJ
- Publicidade -

Inocêncio de Matos vai a enterrar sábado

O funeral de Inocêncio de Matos, o jovem manifestante morto no dia 11 de Novembro, em Luanda, vai ser finalmente realizado sábado, num dos...
- Publicidade -

“Beleza”, o angolano que mostra a arte da capoeira na África do Sul

Mário Lopes pratica a sua arte mesmo tempo de pandemia Na cidade sul-africana de Cape Town, Márcio Lopes, mais conhecido por Beleza, é um angolano...

Cabo Delgado: Surto de diarreia força milhares a abandonarem abrigo

Milhares de pessoas abandonaram os abrigos no campo de Nangua, após a eclosão de um surto de diarreia, que já fez cinco mortos, esta...

Cabo Verde é o lusófono “mais amigo” das raparigas e meninas em África

O relatório é do Fórum Africano de Políticas para Criança, liderado pela mocambicana Graca Machel Cabo Verde é um dos sete países...

Notícias relacionadas

Inocêncio de Matos vai a enterrar sábado

O funeral de Inocêncio de Matos, o jovem manifestante morto no dia 11 de Novembro, em Luanda, vai ser finalmente realizado sábado, num dos...

“Beleza”, o angolano que mostra a arte da capoeira na África do Sul

Mário Lopes pratica a sua arte mesmo tempo de pandemia Na cidade sul-africana de Cape Town, Márcio Lopes, mais conhecido por Beleza, é um angolano...

Cabo Delgado: Surto de diarreia força milhares a abandonarem abrigo

Milhares de pessoas abandonaram os abrigos no campo de Nangua, após a eclosão de um surto de diarreia, que já fez cinco mortos, esta...

Cabo Verde é o lusófono “mais amigo” das raparigas e meninas em África

O relatório é do Fórum Africano de Políticas para Criança, liderado pela mocambicana Graca Machel Cabo Verde é um dos sete países...

Presidente da UNITA acusa João Lourenço de querer comprar activistas com casas e bolsas de estudo

Adalberto Costa Júnior diz que João Lourenço pretende com "essas benesses" reduzir a onda de contestação contra o Governo. O presidente da UNITA, Adalberto Costa...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.