- Publicidade-
InicioDesportoNorberto de Castro está autorizado a concorrer à liderança da FAF

Norberto de Castro está autorizado a concorrer à liderança da FAF

A Federação Angolana de Futebol (FAF) foi notificada pela Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA) para responder, até sexta-feira, às acusações de irregularidades no processo eleitoral para o quadriénio 2020/2024.

Este facto ocorre na s-quência de denúncias de irregularidades feitas ao Comité de Ética do órgão reitor da modalidade no mundo, pelo então concorrente às eleições na FAF, Norberto de Castro.

Norberto de Castro, cuja lista foi considerada inelegível pela Comissão Eleitoral, anexou documentos comprovativos das suas alegações.
Analisada a questão, a FIFA ordenou que o elenco cessante, liderado por Artur Almeida e Silva, responda a tais acusações até sexta-feira, sob pena de interferir no caso. Em declarações ontem à Angop, Adão Simão, mandatário da lista de Norberto de Castro, confirmou que das reclamações à FIFA consta o facto de na lista do elenco cessante integrarem elementos punidos por lei.

“A FIFA possui um código de ética que estabelece que pessoas acusadas de corrupção e punidas, como são os casos de Artur Almeida e Silva e Bernardo Suca, não podem concorrer às eleições”, declarou.
Adão Simão afirmou que a FIFA foi alertada sobre o facto de a lista de Artur de Almeida e Silva usar a imagem do presidente do organismo internacional, Gianni Infantino, transmitindo a ideia de que o apoia.

O antigo vice-presidente do Conselho Técnico Desportivo da FAF fez saber ainda que a Comissão Eleitoral Nacional cometeu um erro aquando do anúncio das inelegibilidades das candidaturas.

- Publicidade -
FonteJA
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.